Investigadores do caso Silk Road são acusados de roubar bitcoins

Por Redação | 30 de Março de 2015 às 17h43

Dois ex-agentes do governo norte-americano estão sendo acusados de ter relação com o roubo de centenas de milhares de dólares em bitcoins enquanto ajudavam na investigação do Silk Road, o famoso mercado de drogas online. Um deles também foi acusado de utilizar um perfil fake para extorquir dinheiro dos operadores do site.

Os acusados são Carl Force, de 46 anos, e Shaun Bridges, de 32 anos. Carl é um ex-agente especial da Agência Antidrogas dos Estados Unidos, e Shaun é ex-agente especial do Serviço Secreto norte-americano. Ambos fizeram parte da equipe que investigou a atividade ilegal do site Silk Road. Os dois acusados devem comparecer ao tribunal nesta segunda-feira (30) para prestar esclarecimentos.

O narcotraficante Lars Ulbricht, conhecido como “Dread Pirate Roberts”, foi o idealizador e esteve à frente do Silk Road. Ele foi condenado por tráfico de drogas, invasão de computadores e lavagem de dinheiro em um julgamento que aconteceu no mês passado.

O ex-agente Carl Force está sendo acusado de criar vários perfis online e se envolver com uma série de atividades ilegais para ganhar dinheiro na web. Alguns desses perfis online teriam sido utilizados para realizar operações complexas com moedas virtuais e roubar tanto do governo quanto dos fundadores do Silk Road acusados na investigação.

Ele supostamente pediu US$ 250 mil para Ulbricht para não repassar as informações obtidas contra ele para os demais investigadores do governo. Carl ainda teria usado outro perfil para vender informações sobre a investigação para o acusado por cerca de US$ 100 mil em bitcoins.

Sua função na operação era trabalhar como agente disfarçado para estabelecer contato com o Silk Road, mas as acusações dizem que ele também roubou uma quantidade considerável de bitcoins de Ulbricht enquanto atuava à paisana. Para realizar as transações, Carl utilizava o site de exchange CoinMKT.

Já o oficial Shaun Bridges trabalhou como especialista em computação forense durante a investigação do Silk Road. Ele supostamente desviou mais de US$ 800 mil em bitcoins para sua conta durante o inquérito. De acordo com a denúncia, Shaun colocou as suas moedas digitais no extinto Mt.Gox

Saiba mais: Como o FBI capturou 'Dread Pirate Roberts' e fechou o Silk Road

Fonte: PCWorld

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.