Foxconn admite ter contratado funcionários menores de idade

Por Redação | 16 de Outubro de 2012 às 13h05

A Foxconn, uma das maiores fornecedoras de componentes da Apple, admitiu nesta terça-feira (16) que contratou funcionários abaixo da idade legal para trabalhar na China. No país, a idade mínima para se ingressar no mercado de trabalho é de 16 anos. As informações são do CNET.

"Esta não é apenas uma violação da lei de trabalho na China, também é uma violação nas políticas da Foxconn e medidas imediatas foram tomadas para devolver os jovens a suas respectivas instituições de ensino", afirmou a empresa em nota. "Estamos também realizando uma investigação completa, em cooperação com as instituições educacionais, para determinar como isso aconteceu e as ações que devem ser tomadas pela nossa empresa para garantir que isso não aconteça novamente".

O anúncio ainda confirma que foram encontrados funcionários entre 14 e 16 anos de idade trabalhando irregularmente na fábrica de Yantai, província chinesa de Shandong. E a Foxconn admitiu sua culpa apenas algumas horas depois da publicação de um relatório da China Labor Watch, que afirmava ser capaz de provar a existência do trabalho de menores na empresa.

Foxconn funcionários

Reprodução: CNET

"Esses estagiários menores de idade foram enviados para a Foxconn, principalmente pelas escolas, mas a Foxconn não verificou a carteira de identidade desses estagiários", relatou a organização. "As escolas envolvidas nesse incidente devem ser consideradas as principais responsáveis, mas a Foxconn também é culpada por não confirmar a idade deles".

No último mês, uma reportagem afirmava que em outra fábrica chinesa da companhia, estagiários eram obrigados a trabalhar longas horas na produção de componentes para o iPhone em troca de receber sua certificação profissional. Na época, a Foxconn negou a existência de qualquer interno em sua linha de produção e que eles tinham que trabalhar para se formar.

Ainda no documento divulgado à imprensa, a Foxconn afirmou que o período de estágio médio da empresa é de três meses e meio e que os estagiários representam apenas 2,7% de sua força de trabalho total de 1,2 milhão de funcionários, somente no país asiático.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.