O que é e como funcionam as loot boxes?

O que é e como funcionam as loot boxes?

Por Rodrigo Folter | Editado por Guadalupe Carniel | 24 de Setembro de 2021 às 22h00
Divulgação/Activision/Blizzard

Loot boxes, que coisinha complicada não é mesmo? A existência delas se tornou tema de debates na comunidade, muitos jogadores e profissionais da indústria a criticam, e também chegou a ser discutido em ministérios de diversos países.

Uma quantidade exorbitante de títulos a utilizam e vê-las se tornou corriqueiro, mas você já se perguntou o que ela é e como surgiu exatamente? Hoje vamos levar vocês em uma viagem no tempo para saber a origem e o que são as loot boxes. Vem conosco e conheça esse aspecto da indústria!

O que é e como funcionam as loot boxes?

De uma forma simples, loot box é um sistema em jogos, que "premia" com algum item de forma aparentemente aleatória. É um meio de monetização muito utilizado por jogos gratuitos, mas grandes títulos como Overwatch também o usam. Os jogadores podem consegui-las através de compras ou como recompensa nos jogos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A discussão principal sobre o sistema está no fato de que elas são consideradas jogos de azar, o que é proibido no país, devido à aleatoriedade do que pode se conseguir ao abri-las. Alguns estúdios explicam, apor meio de números, como funcionam, e garantem um item de nível maior após abrir tal quantidade, mas muitas vezes fica uma sensação injusta em relação a isso.

Site oficial de MapleStory mostrando a porcentagem de chance de determinados itens (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)

Surgimento

Durante os anos de 2004 e 2007 a indústria viu os primeiros passos das loot boxes, principalmente com MapleStory e seus gachapon tickets. Gachapon se refere as máquinas automáticas muito populares no Japão, mas que também encontramos facilmente por aqui. Sabe aquelas que saem os brinquedos, mas não sabemos qual até ver? A ideia é a mesma das loot boxes.

Loja cheia de gashapons em Taiwan (Imagem: YEH CHE WEI/Unsplash)

Com os anos mais desenvolvedores passaram a utilizar esse mecanismo de modo a manter a rentabilidade de jogos gratuitos e contínuos. Durante os anos 2010, o sistema estourou em popularidade e chegou a grandes títulos AAA. O caso mais famoso, provavelmente, foi em Star Wars Battlefront II, onde a compra de crates era fator importante da experiência, o que nos leva ao próximo ponto.

Não existe a necessidade de comprar loot boxes, fato, para participar do jogo, mas o grind necessário para adquirir itens melhores se torna tão exaustivo que força os jogadores a realizar as compras. Uma conta foi feita pelo site Goal e, para conseguir montar um time com os melhores jogadores no FIFA Ultimate Team, sem pagar, levaria 22.222 horas, ou quase 930 dias. Uma prática nada saudável.

Divulgação das cartas especiais de Wayne Rooney em FUT 22 (Imagem: Electronic Arts/Divulgação)

Hearthstone é outro título que, para jogadores que começaram depois de tantos anos do lançamento, competirem de igual para igual com outros se tornou uma tarefa árdua. Isso fez com que a Blizzard lançasse modos distintos para que o jogador pudesse aproveitar a experiência do jogo de cartas de maneira mais agradável.

Uso para itens cosméticos

Em 1943 Abraham Maslow publicou "A teoria da motivação humana", que divide nossas necessidades em cinco categorias, da mais básica a mais complexa. Conforme a sociedade avançou e novas formas de expressão surgiram não é de se espantar que os jogos eletrônicos figurem na categoria "Estima" da pirâmide. É a famosa máxima "skin impõe respeito".

Muitos jogos, como Overwatch, utilizam o sistema para premiar os jogadores com cosméticos, gerando um debate que divide a comunidade. Enquanto não existe problema em comprar, pois, cuidar da autoestima é importante, utilizar a sorte para definir isso talvez seja forçar a barra.

Essa prática, no entanto, é mais aceitável por não interferir diretamente na experiência que os jogadores têm, mas existem formar de contornar a situação e dar mais controle aos jogadores. A Riot Games possibilita que os jogadores comprem o cosmético desejado na sua loja, assim como outros jogos.

Riot permite que os jogadores tenham mais controle em compras, mesmo contendo loot boxes (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)

No final do dia, loot boxes deixam uma sensação de nostalgia de uma época onde jogos eletrônicos eram mais simples e tudo o que era necessário para ter a experiência completa era comprar o jogo.

Fonte: Mapple Story, Goal

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.