Rival do TikTok, YouTube Shorts chega aos EUA e promete novos recursos

Rival do TikTok, YouTube Shorts chega aos EUA e promete novos recursos

Por Ramon de Souza | Editado por Patrícia Gnipper | 16 de Março de 2021 às 22h20
Divulgação/YouTube

Você se lembra do YouTube Shorts, a aposta da plataforma para bater de frente com o TikTok e o Instagram Reels? A novidade foi lançada na Índia em setembro de 2020, ainda em fase de testes — ao que tudo indica, a recepção foi positiva, visto que a companhia anunciou a expansão do recurso para os Estados Unidos nesta terça-feira (16). Os estadunidenses devem começar a enxergar a feature no aplicativo oficial do serviço dentro dos próximos dias, não sendo necessário baixar qualquer software adicional.

Não há muito o que falar a respeito do YouTube Shorts: ele segue a moda dos vídeos curtos. A chegada do recurso aos Estados Unidos também marca a inauguração de algumas funcionalidades. Finalmente tornou-se possível adicionar textos em partes específicas do seu vídeo, e, em breve, a companhia deixará que você use exemplos prontos de outras produções em seus próprios clipes — exatamente como ocorre na rede social chinesa e principal fator de viralização.

Imagem: Reprodução/Droid Life

Ademais, o YouTube também promete aumentar a biblioteca de músicas que poderão ser utilizadas como trilha sonora. Ainda assim, por enquanto, o catálogo impressiona: há faixas de grandes gravadoras como Universal Music and Publishing Groups, Sony Music Entertainment and Publishing, Warner Music Group and Warner Chappell Music, 300 Entertainment, Kobalt, Believe, Beggars, CD Baby, Empire, Peer, Reservoir e OneRPM.

Infelizmente, ainda não há qualquer previsão para que o YouTube Shorts chegue ao Brasil — e nem em outros países. Enquanto isso, nos EUA, os internautas devem começar a enxergar a aba “Shorts” ao longo das próximas semanas. É interessante observar que um anúncio foi postado no blog oficial da plataforma, mas com data futura de 18 de março; no momento em que esta reportagem foi escrita, a postagem havia saído do ar, o que pode ser um indicativo de que a notícia saiu antes da hora.

Fonte: Droid Life

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.