Leilão do 5G brasileiro deve acontecer na metade de julho, afirma secretário

Leilão do 5G brasileiro deve acontecer na metade de julho, afirma secretário

Por Felipe Gugelmin | Editado por Claudio Yuge | 07 de Maio de 2021 às 19h30
Reprodução/Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Artur Coimbra, secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, afirmou na última quarta-feira (4) que o leilão do 5G brasileiro deve acontecer em meados de julho. Em uma participação no programa A Voz do Brasil, ele afirmou que o edital do leilão passa por uma análise do Tribunal de Contas da União (TCU), última fase antes de sua publicação.

Segundo Coimbra, o edital terá caráter não arrecadatório: ou seja, a maior parte dos recursos que se pretende captar serão revertidos em investimentos. “Existem metas bastante fortes de investimentos. Por exemplo, no prazo de um ano depois do leilão, a gente vai ter todas as capitais brasileiras com 5G e a nossa expectativa é que a gente tenha todas as cidades brasileiras com mais de 30 mil habitantes obrigatoriamente com 5G até 2029”, explicou em fala reproduzida pela Agência Brasil.

O 5G promete ser um salto revolucionário em relação ao 4G, trazendo novas oportunidades de telemedicina, aplicações industriais remotas e transmissões de imagem em alta definição, entre outras áreas. “O 5G vai permitir que essa revolução econômica de transformação digital se perfaça com uma série de aplicações industriais permitindo que o Brasil cresça cada vez mais com uma produtividade do trabalho cada vez maior”, afirmou Coimbra.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Em uma exibição recente ocorrida em Brasília, empresas mostraram com ajuda da operadora TIM as possibilidades que a tecnologia traz para áreas como o futebol (com transmissões 360° ao vivo) e o setor agropecuário (na forma de sistemas de monitoramento inteligente), entre outras áreas. De 50 a 100 vezes mais rápido que o 4G, o 5G também promete reduzir a latência de conexões de 40 milissegundos para 1 a 5 milissegundos.

Fonte: Agência Brasil

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.