Conheça o Emojipedia, o catálogo online com todos os emojis do mundo

Por Douglas Ciriaco | 03 de Novembro de 2015 às 10h57
photo_camera Reprodução/Emojipedia

Você já parou para pensar na quantidade de emojis que estão disponíveis nos aplicativos que utiliza para se comunicar com o mundo? WhatsApp, Hangouts, iMessage, Facebook, Twitter e tantos outros serviços que usamos de forma corriqueira reúnem um vasto número de pictogramas que nos ajudam na hora de transmitir alguma ideia, intenção ou pensamento.

Devido ao grande número de emojis e todas as suas variações produzidas por diferentes companhias, Jeremy Burge lançou o Emojipedia em 2013. O site é a principal enciclopédia de emojis disponível atualmente, com catálogos completos de várias empresas e informações avançadas sobre cada um deles.

Além disso, a Emojipedia funciona como uma central de notícias que reúne novidades sobre o mundo dos emojis. Por meio dela, é possível descobrir as últimas atualizações do mundo pictográfico da internet, com registros de alterações, imagens e até mesmo um Dia Mundial do Emoji.

Figura + personagem

Emoji é uma palavra japonesa criada a partir da junção dos termos e (imagem) e moji (personagem). Sua tradução literal para português é pictograma, palavra originada a partir dos termos pictu (pintado, em latim) e grama (caractere ou letra, em grego). Em suma, a ideia é a representação visual de alguma situação.

Emojis

Alguns emojis do Google. (Foto: Reprodução/Emojipedia)

Diferente dos emoticons, que são a aplicação de caracteres para demonstrar emoções, os emojis pretendem ampliar as possibilidades de expressar sentimentos e ações em uma conversa por texto. Eles foram criados por Shigetaka Kurita na metade da década de 1990 e começaram a se espalhar pelo mundo a partir da década seguinte, especialmente com a popularização dos smartphones.

Emoji que não acaba mais

As companhias começaram a desenvolver seus próprios emojis e inclui-los em seus produtos. Atualmente, até mesmo algumas fabricantes de gadgets, como a LG, possuem versões exclusivas de emojis, juntando-se a outros nomes do mundo da tecnologia, como Apple, Google, WhatsApp, entre outros.

A Emojipedia reúne tudo o que há disponível em, basicamente, todas as plataformas que oferecem emojis. Ao todo, são 845 emojis organizados em categorias e subcategorias (como Smileys e Pessoas, Natureza, Comida e Bebida etc.), eventos (como Outuno, Halloween, Olimpíadas, Copa do Mundo etc.) e plataformas (como Apple, Google, Instagram, WhatsApp etc.).

Emojis

Alguns emojis da Samsung. (Foto: Reprodução/Emojipedia)

O site ainda oferece um sistema de busca avançado para você encontrar exatamente o emoji que procura. Assim, funciona também para você descobrir se um novo pictograma disponibilizado pela Apple ou pelo WhatsApp, por exemplo, já conta com uma versão no sistema ou aplicativo que você utiliza.

Tudo explicado

Além de contar com um FAQ no qual responde às perguntas frequentes sobre a plataforma e sobre o tema emojis em geral, a Emojipedia é especializada em oferecer informações avançadas sobre cada pictograma ali registrado. Assim, quando você acessa um deles, pode ver as variações presentes em cada plataforma na qual ele está disponível.

O site ainda oferece uma breve explicação sobre o significado da imagem e também informa em qual versão do Unicode, o padrão mundial de codificação de caracteres, ele foi aprovado. No caso da bandeira brasileira (imagem abaixo), ela está disponível neste padrão desde a sua versão 6.0, lançada em 2010.

Emojis

Exemplo de variação de um mesmo emoji de acordo com a plataforma na qual ele é disponibilizado. (Foto: Reprodução/Emojipedia)

Por que alguns emojis não aparecem?

Recentemente, a Apple lançou novos emojis junto da versão 9.1 do iOS. Assim, quem atualizou o sistema já teve acesso às 180 novas opções pictográficas para se comunicar, podendo enviá-las para seus amigos por meio dos mensageiros disponíveis no sistema da Maçã.

Entretanto, é possível que o destinatário não consiga vê-lo. Isso acontece porque o padrão utilizado pelo dispositivo de quem recebeu a mensagem com o emoji ainda não foi atualizado. E o contrário também pode acontecer, quando você envia um emoji que não está disponível em outra plataforma.

Para se ter uma ideia, somando todas as variações de um mesmo emoji, a Apple conta atualmente com 1.620 pictogramas diferentes. Isso significa que é bem possível que usuários de gadgets da Apple não consigam usar todos eles para se comunicar com quem usa plataformas diferentes.

E por que o mesmo emoji é diferente em cada plataforma?

Cada serviço, plataforma ou aplicativo que desenvolver seus emojis pode fazê-lo de forma exclusiva. Isso quer dizer que, por mais que alguns desenhos representem a mesma situação, eles têm detalhes exclusivos. Algumas empresas utilizam conjuntos de outras plataformas ou ainda pacotes open source, o que permite repetir o design dos pictogramas.

De tempos em tempos, o Unicode atualiza a lista oficial de emojis e a próxima vez em que isso deve ocorrer é no início de 2016. A lista de candidatos a emojis oficiais para o Unicode 9 inclui 65 novas proposições, como uma mulher fazendo facepalm, duas tiras de bacon, uma mulher grávida, um noivo, novas frutas, novos animais e muito mais.

Emojis

Candidatos a novos emojis oficiais do Unicode 9.0. (Foto: Reprodução/Emojipedia)

Assim, a atualização constante vai tornando a representação dos emojis também mais inclusiva. Exemplo disso é a existência de pictogramas que representam pessoas de diferentes tons de pele. E quando um serviço adota isso, normalmente leva algum tempo para que os demais repitam o processo.

Em alguns casos, isso nunca vai acontecer. Por exemplo, as representações humanas do Google têm uma forma cômica e são todos amarelos, diferente de seus referenciais nos conjuntos da Apple e do WhatsApp. Assim, salvo se algum dia o Google renovar completamente o estilo de seus pictogramas, ele jamais vai contar com emojis negros ou brancos.

Mas esses pequenos detalhes não causam prejuízo na comunicação dos usuários. Isso porque a padronização é necessária apenas na inclusão de versões de um mesmo emoji na maior quantidade possível de plataformas — por exemplo, o dedo do meio ou o coração verde ser utilizado e reconhecido em todos os apps e sistemas.

Se isso acontece, ele pode ser utilizado em conversas e será compreendido por quem o recebe — e esta é a função central deste tipo de linguagem. De qualquer maneira, se você ainda está na dúvida sobre o significado de cada emoji, sobre quais plataformas podem recebê-lo sem problemas e até se quiser conferir a lista completa de opções disponíveis em cada, basta recorrer à Emojipedia.

Fonte: Emojipedia