Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Como testar a busca do You.com com inteligência artificial

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 21 de Fevereiro de 2023 às 17h00

Link copiado!

Reprodução/You
Reprodução/You

O You.com é um buscador com inteligência artificial gratuito que promete privacidade para você e permite que personalize o resultados personalizados em suas pesquisas na. Além de realizar buscas, você pode usar a IA do sistema para escrever textos e códigos, além de conversar com um chatbot.

O Canaltech mostra agora como é a experiência de usar o You.com e apresenta os pontos positivos e negativos do site.

Quem criou o You.com?

Continua após a publicidade

Duas pessoas são responsáveis pela criação do buscador: os cientistas da computação Bryan McCann e Richard Socher. O site foi criado em 2021, tem sede em Palo Alto, nos Estados Unidos, após os dois fundadores deixarem a empresa Salesforce, onde trabalhavam.

Em 2021 o You.com foi aberto ao público em estágio beta e recebeu aporte financeiro de US$20 milhões do empreendedor e filantropo Marc Benioff — fundador da Salesforce.

Como é usar o You.com?

O You.com pode ser usado pelo navegador (you.com) ou por aplicativo (Android | iOS) e a experiência em ambos é bastante parecida. Ao acessar qualquer versão, nota-se que a interface apresenta cores agradáveis e muito "limpa" visualmente.

Entretanto, isso não quer dizer que falta conteúdo, pelo contrário: o You.com entrega os principais resultados dos sites, redes sociais e aplicativos mais famosos e organiza as informações com clareza. Além disso, você pode controlar quais sites e aplicativos aparecerão na sua busca ao criar uma conta na plataforma.

Não é necessário ter uma conta para usar, mas é recomendado porque isso permite acesso a mais funções como a personalização de resultados e o “Altere para o Privado” (do inglês “Switch to Private”).

Pelo buscador, você pode acessar serviços como um chatbot (YouChat), um gerador de textos (YouWrite) e um sistema de busca e criação de imagens digitais (YouImagine).

Continua após a publicidade

O que é possível buscar?

O You.com funciona como qualquer outro buscador e você pode encontrar qualquer tipo de informação.

Pontos positivos

O modo privado impede que o buscador acesse a localização do seu aparelho e é um destaque do sistema de busca. Como dito acima, é necessário criar uma conta para usar essa função.

Continua após a publicidade

Outro ponto interessante do modo privado é que ele não retém nenhuma busca ou dados de navegação, mesmo se a guia do navegador não estiver no modo anônimo. Você ainda pode fortalecer a sua segurança alterando a função "Safe Search" para o modo Strict.

Enquanto o Switch to Private estiver ativo, as suas informações não são registradas e isso impede que anúncios sobre o que você pesquisou apareçam em outros sites e aplicativos.

O You.com oferece uma extensão para o Google Chrome e com ela instalada você pode direcionar as buscas para a sua conta buscador.

Continua após a publicidade

Personalização

Sempre que buscar algo usando o You.com é possível dar like ou dislike na fonte do conteúdo. Isso mostra à IA que aquele site, app ou perfil de rede social é do seu agrado e deve aparecer mais.

Você também pode acessar a seção "Discover" (you.com/apps/discover) e escolher manualmente as fontes que deseja.

Continua após a publicidade

Pontos negativos

Mesmo com tantos benefícios, o You.com pode afastar algumas pessoas que não dominam o inglês, já que a navegação se torna mais difícil sem tradução. Um exemplo disso é usar as opções de customização que exigem navegar por diversos menus e temas para configurar.

Além disso, diferente de outros buscadores, o You.com organiza os resultados em uma rolagem de tela infinita, que aumenta conforme você desliza para baixo. Isso pode causar confusão na hora de encontrar um resultado.

Por fim, vale informar que algumas funções do You.com estão em fase de testes e você pode encontrar erros de navegação ou uso em alguns momentos — mesmo que raros, eles aconteceram nos testes feitos pelo Canaltech.