Como consultar e pagar multas (com desconto) pelo celular

Como consultar e pagar multas (com desconto) pelo celular

Por André Lourenti Magalhães | 25 de Setembro de 2020 às 16h25
Captura de tela: Bruno Salutes (Canaltech)/ Mockup: Freepik

Motoristas de todo o Brasil podem consultar multas de trânsito de forma prática e online. Com apenas alguns documentos e algumas rápidas etapas, é possível verificar quais são as infrações registradas em um veículo. É uma maneira mais rápida e eficaz do que aguardar as notificações por carta.

Essa pesquisa é fornecida por diversos órgãos, como os Departamentos Estaduais de Trânsito (Detran), o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e até mesmo a Polícia Rodoviária Federal. O Denatran, por sua vez, disponibiliza a Carteira Digital de Trânsito (Android | iOS), um app que apresenta versões digitais da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

Desde setembro de 2020, a Carteira Digital de Trânsito integrou à sua plataforma o Sistema de Notificação Eletrônica (SNE) do Denatran. Dessa forma, é possível vincular o SNE ao documento do motorista, consultando multas e podendo pagar com até 40% de desconto ao reconhecer a infração e não interpor recurso administrativo de defesa.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O SNE inclui todos os órgãos de fiscalização estaduais, 15 Detrans estaduais e mais de 80 órgãos municipais. Confira, abaixo, como vincular o Sistema de Notificação Eletrônica à Carteira Digital de Trânsito e comece a pagar multas pelo app com desconto.

Carteira Digital de Trânsito: como realizar adesão ao SNE

Passo 1: abra o aplicativo da Carteira Digital de Trânsito e faça login com sua conta no Gov.br;

Passo 2: na tela inicial, selecione “Infrações”;

App possui um espaço reservado para multas (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Passo 3: em seguida, vá para a opção “Por Infrator”;

Escolha entre infrações por motorista ou veículo (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Passo 4: o app exibirá as infrações recentes e um alerta sobre a disponibilidade do SNE. Toque em “Aderir ao SNE” para prosseguir;

Insira as informações do SNE em seu celular (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Passo 5: marque a caixa para aceitar os termos e condições e pressione “Aderir”;

Aceite os termos (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Passo 6: pronto! A partir desse momento, as multas do SNE serão exibidas na seção, permitindo o pagamento através do app com descontos.

Todas as autuações poderão ser acompanhadas nesse espaço (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Onde consultar multas de trânsito

Órgãos de esfera estadual e nacional conseguem oferecer a pesquisa por veículos. No caso do Detran, cada um dos 26 estados e o Distrito Federal possui o próprio site. Cabe ao motorista fazer a consulta na versão do estado em que o veículo foi registrado. Ainda que sejam plataformas individuais, os mecanismos de pesquisa e os documentos necessários são semelhantes.

Sites do Detran de cada estado fornecem a opção de consultar infrações de veículos (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

O Denatran, órgão em escala nacional, permite a consulta pela Carteira Digital de Trânsito ou pelo Portal de Serviços. É importante ressaltar que, nos dois casos, algumas funções são limitadas a quem possui a CNH com QR Code. A medida é válida para todos os documentos emitidos desde 11 de maio de 2017.

A Polícia Rodoviária Federal possui em seu site uma aba para a consulta de infrações que tenham sido extraídas pela própria instituição. É utilizado para o caso de ocorrências em estradas federais, por exemplo. O portal do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) também permite essa pesquisa.

Por fim, para veículos com placas registradas nos estados de São Paulo e Minas Gerais, é possível realizar o processo através do Meu Despachante. O portal faz a busca em diversas bases de dados e ainda oferece condições de pagamento.

Como consultar multas de trânsito por outros métodos

Com tantos lugares diferentes para pesquisar, pode parecer complicado saber o primeiro passo. Porém, muitos sistemas possuem bases similares e requerem os mesmos documentos.

Antes de qualquer consulta, é importante ter pelo menos dois dados: o número da placa do veículo e o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM). Ambos são necessários para a pesquisa em qualquer um desses sites.

Site do DNIT pede apenas informações da placa e o número do RENAVAM (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Há, em alguns casos, a necessidade de criar um cadastro prévio para ter acesso às infrações. Para isso, os documentos mais comuns pedidos são o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o número da CNH.

Para buscas nas versões estaduais do Detran, os sites fornecem a opção “Veículos”. Basta selecionar a opção, realizar o cadastro (quando necessário), buscar pelos débitos e infrações e digitar a placa e o número do RENAVAM.

Em teste feito pelo Detran de São Paulo para esta matéria, foi necessário seguir o seguinte caminho: “Veículos”, depois “Débitos, Restrições e Vistorias”, “Seu Veículo”, login ou cadastro no site e, por fim, os dados de placa e RENAVAM.

Site Meu Despachante fornece resultados utilizando apenas a placa do veículo (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

O processo no Meu Despachante é mais simplificado. Basta apenas digitar o número da placa que o sistema fará a busca nas bases de dados. Os dados mais comuns são, de fato, o número da placa e o RENAVAM: essas informações também se aplicam na consulta de multas pelo DNIT e pela Polícia Rodoviária Federal.

No caso do SNE e do Portal de Serviços do Denatran, documentos como o CPF e a CNH ainda são necessários para a conclusão de cadastro. Os aplicativos, por sua vez, oferecem mais opções além das consultas.

Sites do Detran por estado:

Você já precisou consultar uma multa pela internet? Teve alguma dificuldade? Conte nos comentários!

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.