Publicidade

IA para criar vídeos Sora deve ser lançada ainda em 2024

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 13 de Março de 2024 às 18h00

Link copiado!

Reprodução/OpenAI
Reprodução/OpenAI

Depois de anunciar a sua nova IA generativa para criar vídeos, a OpenAI deixou a comunidade de entusiastas de tecnologia animada. Parecia que muitos não poderiam experimentar as características do Sora tão cedo, mas tudo indica que a empresa pode lançar o robô ainda neste ano — e quem garante isso é a diretora de tecnologia da empresa, Mira Murati.

Chefão confirmou Sora em 2024

O Sora foi anunciado em fevereiro deste ano e é uma inteligência artificial generativa que consegue criar vídeos de até um minuto a partir de comandos de texto. No entanto, o bot estava restrito a um grupo de testadores de segurança e ainda não havia nenhuma previsão mais clara de quando seria disponibilizado ao público.

Continua após a publicidade

Felizmente, a CTO da OpenAI, Mira Murati, apontou durante uma entrevista para o site The Wall Street Journal que a companhia tem a intenção de liberar a ferramenta “neste ano” e que a IA pode estar pronta em poucos meses.

Além disso, Murati disse que a OpenAI quer permitir que as pessoas editem os vídeos produzidos pelo Sora. No futuro, a empresa também planeja incorporar áudio ao conteúdo gerados pela inteligência artificial.

Sora é mais caro do que ChatGPT

O Canaltech está no WhasApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Na mesma entrevista, Mira Murati destacou que o Sora é “muito mais caro” para treinar do que outros modelos de IA generativa. Assim, fica a dúvida se o preço para criar vídeos no bot será muito diferente do que é cobrado para usar o DALL-E e gerar imagens a partir de comandos de texto.

A CTO da OpenAI também destacou que os vídeos feitos na IA terão marcas d’água e que ele “provavelmente” não poderá gerar conteúdo com figuras públicas, como artistas e políticos, mas será preciso esperar a tecnologia cair nas mãos do público para ter certeza da eficácia desse e de outros freios.

Fonte: WSJ