Facebook trabalha em IA que copia estilo de texto de imagem e permite reprodução

Facebook trabalha em IA que copia estilo de texto de imagem e permite reprodução

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 15 de Junho de 2021 às 18h15
Divulgação/Facebook

O Facebook desenvolve uma inteligência artificial que permitirá ao usuário reescrever textos com base em um modelo pré-definido. Para que isso ocorra, basta copiar o estilo de escrita de apenas uma palavra: a partir daí, o sistema cuida de adaptar todo o resto para aquele formato, mantendo cores, formato da letra, tamanho e outras similaridades.

De acordo com o Facebook, esse recurso, chamado de TextStyleBrush pode ajudar na tradução de textos, legendas personalizadas, criação de mensagens e edição rápida de imagens. A rede espera, futuramente, facilitar a tradução de placas de rua, cardápios e outros usando recursos de realidade virtual.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A IA já é capaz de substituir vários textos em uma única imagem, mantendo a mesma caligrafia, cores e outros elementos. No blog da companhia, os desenvolvedores mostram que a inteligência lembra as ferramentas de pincel de estilo, comuns nos editores de texto. Só que no TextStyleBrush isso se aplica à estética do texto nas imagens, algo bem mais complicado.

Usos indevidos

Sempre que se fala em manipular coisas da realidade surge a preocupação de como isso pode ser usado. Imagine se um cliente tira uma foto e altera o cartaz promocional de uma loja: ele leva até o Procon mais próximo e informa que se trata de propaganda enganosa.

Na esquerda é a foto modificada e na direita é a original (Imagem: Divulgação/Facebook)

Em outro cenário, pessoas públicas poderiam ter materiais falsamente atribuídos a si, como cartazes com dizeres homofóbicos ou racistas, sem que isso tenha realmente acontecido. Ou, ainda, que algum documento nas mãos de alguém seja digitalmente adulturado com a reprodução da sua caligrafia. Até se comprovar a fraude, o dano à imagem poderia ser praticamente irreversível.

É por isso que a ferramenta precisa ser muito bem trabalhada e o Facebook tem pleno conhecimento dos potenciais problemas que surgiriam do mau uso disso. “Ao publicar as capacidades, métodos e resultados desta pesquisa, esperamos estimular o diálogo e a pesquisa para detectar o uso indevido potencial deste tipo de tecnologia, como ataques de texto deepfake — um desafio crítico emergente no campo de IA", destacou a postagem no blog.

A partir de uma única palavra é possível reescrever o texto com o mesmo estilo (Imagem: Divulgação/Facebook)

Resposta ao Google? 

Esse estudo do Facebook pode ser uma resposta a um anúncio feito pelo Google na última conferência de desenvolvedores, realizada em maio deste ano. Na ocasião, a gigante das buscas mostrou que planeja usar a realidade aumentada no Google Maps para facilitar a localização das pessoas e a leitura das placas.

O Google Tradutor já tem um recurso semelhante que permite traduzir praticamente qualquer coisa com o simples apontar da câmera. Ao associar isso com o Maps e o Google Streets, a companhia integra suas ferramentas para gerar uma experiência única ao usuário.

A solução do Facebook deseja ir além e permitir reescrever tudo mantendo o mesmo padrão, o que é bem mais "assustador" (do ponto de vista da manipulação) e revolucionário, sob a ótica das possibilidades de uso.

Fonte: Facebook

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.