Porta para pets usa reconhecimento facial para liberar passagem dos animais

Porta para pets usa reconhecimento facial para liberar passagem dos animais

Por Renato Santino | Editado por Douglas Ciriaco | 01 de Julho de 2022 às 16h15
Divulgação/Petvation

As portinhas para pets são uma solução conveniente para dar mais liberdade aos animais, mas elas também abrem um caminho para que outros visitantes indesejados. É esse dilema que tenta resolver a Petvation, uma solução que utiliza inteligência artificial para liberar o acesso pela porta.

Para isso, o projeto utiliza reconhecimento facial para identificar os animais da casa e garantir que a porta esteja destravada para eles e para mais ninguém. A ideia de seus desenvolvedores é uma espécie de "Face ID para animais", e, para isso funcionar, o equipamento conta com duas câmeras de infravermelho capazes de capturar um ângulo de até 120° para monitorar o movimento mesmo no escuro.

Até mesmo um "presente" indesejado é reconhecido pela câmera (Imagem: Divulgação/Petvation)

O equipamento promete identificar diferentes tipos de animais para liberar e vetar o acesso. Ele até mesmo pode identificar quando um dos seus pets trouxer um “presente” indesejado, como um rato vivo.

E a segurança?

A Petvation destaca três mecanismos de segurança para o animal. A primeira delas é o reconhecimento de movimentos, que garante que a porta só vai fechar quando perceber que o pet completou a passagem para que a porta não se feche sobre ele.

O segundo é um sensor “antibeliscão”, que utiliza um scanner de luz para detectar que o animal não será machucado nem mesmo se decidir ficar parado na porta, sem o risco de “beliscar” uma cauda, por exemplo. O acessório teria precisão de 0,05 centímetros e conseguiria detectar objetos de até 5 milímetros.

Por fim, há um mecanismo de autodiagnóstico que verifica os dados de todos os sensores para garantir que eles concordem entre si. Caso haja uma anomalia, a Petvation entra em um estado de segurança e permanece em seu estado atual. O usuário recebe avisos da situação e pode, então, tomar as providências para normalizar o funcionamento.

Privacidade

A empresa também destaca que o algoritmo de reconhecimento facial é capaz de identificar os animais totalmente offline graças aos seus chips de inteligência artificial. Sem a dependência do envio de imagens para a nuvem, a aposta é na proteção dos dados dos usuários e em privacidade com processamento local, sem qualquer tipo de conexão com a internet.

A Petvation ainda está em fase de financiamento no Kickstarter e cada unidade é vendida a partir de US$ 139 (R$ 740).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.