Saiba o que são computadores quânticos e por que eles são melhores

Tudo sobre

IBM

Saiba tudo sobre IBM

Ver mais

O que são computadores quânticos? Spoiler: é algo fantástico, que mudará tudo o que entendemos de computação. No entanto, para responder essa pergunta satisfatoriamente, é necessário que, antes, alguns conceitos básicos referentes à física quântica sejam esclarecidos. Vamos lá?

O que são computadores quânticos?

Os computadores quânticos utilizam propriedades da mecânica quântica - uma ramificação da Física - em seu desenvolvimento.

Assim, há algumas diferenças entre um computador quântico e um PC clássico que, por sua vez, é baseado na arquitetura de Von Neumann, que distingue quais são os elementos de de processamento e quais são responsáveis por armazenar dados.

Na computação quântica, esses elementos não são diferenciados da mesma maneira. Por isso, eles são mais potentes e velozes, capazes de processar tarefas de Inteligência Artificial mais avançadas.

Computador quântico lançado pela IBM (Foto: Helton Simões Gomes/IBM)

Computadores quânticos: uma saída para a Lei de Moore

A Lei de Moore é uma teoria que diz que a velocidade dos computadores é dobrada a cada 18 meses. Ou seja, a cada ano e meio, os novos modelos disponíveis no mercado tendem a ter uma velocidade duas vezes maior.

No entanto, essa evolução tem limitações e chegará uma hora em que os computadores lançados não poderão ser mais velozes e eficientes. É aí que entra a importância da computação quântica, pois ela permite que essa evolução continue a acontecer a partir de uma mudança na mecânica das máquinas.

Agora que alguns conceitos mais básicos já foram esclarecidos, é possível fazer seguinte questão: por que os computadores quânticos são melhores do que os clássicos?

Tudo indica que essa superioridade se dê por conta da arquitetura de processamento, que coloca um fim à Lei de Moore, por garantir que a velocidade e o processamento dos PCs continuem aumentando mesmo que falte espaço. Assim, a computação quântica acaba por promover uma evolução muito mais ampla, com um campo vasto e cujos limites ainda não conhecemos.

Outra melhoria está no processador: enquanto o clássico processa suas instruções através de bits, que são sequências de informações que contém somente dois tipos de estados (0 ou 1), o processador de um computador quântico realiza suas funções através de qubits, que permitem uma infinidade de estados diferentes, ao invés de apenas dois. Assim, esses chips podem processar informações muito mais complexas em um espaço de tempo muito menor.

Tecnologia quântica (Imagem: Getty Images/BBC News Brasil)

É possível encontrar computadores quânticos?

Atualmente, essa inovação se encontra em estágio inicial de evolução. Em janeiro deste ano, a IBM construiu o primeiro computador quântico comercial, de modo que, em alguns anos, será possível contar com essa tecnologia de forma mais ampla, principalmente em empresas.

Mas para se ter uma ideia de como falta muito para que essa tecnologia ganhe uma escala aceitável, em 2017, a D-Wave Systems lançou o 2000Q, um computador quântico de 2000 qubits. Seu valor ? US$15 milhões.

Assim, embora ainda se trate de uma realidade distante para muitos, é possível esperar a ampliação da computação quântica em um futuro não muito distante.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.