9 previsões sobre o impacto da tecnologia na sexualidade humana

Por Joyce Macedo | 18 de Janeiro de 2017 às 12h52

A tecnologia está transformando todos os aspectos das nossas vidas, incluindo a sexualidade. Entre diversas outras inovações, agora podemos nos comunicar instantaneamente com um parceiro que está até mesmo em outro país, tornando relacionamentos à distância mais viáveis.

Avanços em áreas como robótica, realidade virtual e inovações científicas estão expandindo a forma das pessoas se expressarem e experimentarem a sua sexualidade por meio de todos os sentidos.

Para entender melhor com a tecnologia está mudando a sexualidade humana, um relatório chamado Future of Sex (Futuro do Sexo) é divulgado desde 2011. A última edição trouxe nove previsões sobre como a vida sexual das pessoas será afetada nas próximas décadas. Para embalar todas essas previsões, o relatório concentrou-se em cinco grandes áreas:

Sexo remoto

Pessoas que não estão no mesmo lugar usam a internet para se conectar e aderir a brinquedos sexuais eletrônicos, como "vibradores inteligentes" que podem ser acionados remotamente. Empresas como Kiiroo e Vibease já vendem brinquedos sexuais conectados à Internet. Protótipos para dispositivos que permitem beijos remotos e travesseiros conectados que transmitem o som do batimento cardíaco do parceiro também já estão por aí.

Sexo virtual

Este departamento inclui mensagens, bate-papo online ou por telefone e até mesmo sexo em ambientes 3D, onde avatares representam os usuários por trás das máquinas. Alguns exemplos incluem jogos sexuais multiplayer, como o Red Light Center Game, um mundo virtual 3D para adultos com mais de 4 milhões de usuários ativos.

Robôs

Máquinas complexas e realistas capazes de lidar com sexo, emoções e amor podem fazer parte do futuro. Empresas como True Companion e MacMil Cybernetics já fizeram suas investidas na criação de parceiros sexuais robóticos e mostraram progressos na área.

Entretenimento imersivo

Combina o mundo físico com o virtual, criando ambientes que permitem a imersão com o auxílio de headsets. Sites como CAM4VR e AliceX, por exemplo, oferecem streaming sexuais com câmeras de realidade virtual ao vivo. Já o BaDoinkVR oferece conteúdo pornográfico em 360 graus.

Aumento da capacidade humana

Realidade aumentada, implantes e computadores portáveis que visam empurrar os limites biológicos. Isso inclui próteses genitais, inovações contraceptivas e dispositivos vestíveis para melhorar a performance sexual.

Alguma das previsões do Future of Sex estão datadas já para os anos 2020. Confira o que o relatório aponta como tendência para a relação entre tecnologia e sexualidade:

  1. Celebridades do entretenimento adulto venderão réplicas robóticas de si mesmas em meados de 2033;
  2. Um em cada 10 adultos jovens terá tido relações sexuais com um robô humanoide até 2045
  3. Até 2028, mais de um quarto dos jovens terão uma experiência sexual à distância;
  4. Partes do corpo do seu parceiro impressas em 3D com habilidades para receber feedback dos toques vão ajudar a dar mais realismo ao sexo á distância até 2025;
  5. Encontros realizados em mundos virtuais se tornarão populares até 2022;
  6. Fantasias poderão ser recriadas de maneira realista graças à tecnologia de realidade virtual até 2024;
  7. A interface cérebro-cérebro permitirá que os parceiros se estimulem até alcançar o orgasmo em 2027;
  8. Fantasias sexuais de ficção científica vão surgir a medida que as pessoas puderem aprimorar sua biologia e se fundirem com máquinas para se tornar ídolos sexuais super-humanos;
  9. As pessoas irão parear regularmente a realidade virtual e os brinquedos sexuais para uma imersão total no entretenimento adulto até 2020.

O que você acha dessas previsões? Acredita que seja realmente possível que a tecnologia influencie de tal forma a nossa sexualidade? Deixe sua opinião nos comentários.

Fonte: Future of Sex

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.