5G e e-sports são principais tendências para 2020, segundo estudo

Por Nathan Vieira | 17 de Janeiro de 2020 às 17h45
digital tv europe

Nesta semana, foi divulgado o estudo Tendências & Previsões de Mídia, cuja ideia é basicamente apresentar os desafios que a indústria e os profissionais de mídia terão pela frente, além de tendências tech para este ano. Essa análise foi feita pela Kantar, empresa de pesquisa de Mercado, Insights e consultoria.

De acordo com o relatório, os profissionais de marketing e veículos de mídia precisarão desenvolver habilidades e recursos para engajar os consumidores em um cenário cada vez mais concorrido, além de navegar no "dilema dos dados", atendendo à demanda do consumidor por conteúdo relevante e personalizado. O material se divide entre as tendências tecnológicas que transformam o cenário de mídia, os espaços que as marcas podem ocupar com confiança e o contexto e os catalisadores da mudança.

Tendências tech

O estudo aponta que o 5G finalmente se torna real, e o setor de marketing será um dos principais beneficiários da era 5G, multiplicando exponencialmente o alcance e o engajamento com os consumidores. Apesar disso, aproveitar a oportunidade do 5G exigirá uma transformação significativa dos profissionais de marketing. Outro ponto é a batalha das plataformas de streaming: novos players de mercado agitam o setor, mas é preciso ficar atento à um mercado cada vez mais desordenado, que trará fadiga de assinatura entre os consumidores.

O relatório também sugere que as marcas aumentam o volume e acham sua voz quando entramos em uma nova era da publicidade em áudio. Novos canais de áudio estão prontos para ganhar destaque, e que o conteúdo e o comércio convergirão à medida que o ‘anúncio publicitário’ evolui de social para compra em diversos meios, resultando em uma contração do ciclo de marketing.

Espaços que marcas podem ocupar

Segundo o estudo, o e-sport se tornará mais popular nos próximos 12 meses, apresentando oportunidades lucrativas para os proprietários de mídia e anunciantes que melhor aproveitarem as regras do jogo. As marcas equilibrarão sua presença digital com mais experiências do mundo real, o que significa que poderemos ver uma desaceleração no ritmo do crescimento da publicidade digital e, assumindo a liderança dos consumidores, as marcas se tornarão mais radicais em 2020.

Apesar disso, é preciso garantir que a estratégia de mídia esteja alinhada com os valores e propósitos das organizações, e o marketing de influenciadores deve medir o que importa e amadurecerá à medida que as marcas começarem a colaborar mais profundamente, levando a aferição de métricas mais a sério em 2020.

Catalisadores da mudança

A consultoria diz, em seu estudo, que a tendência de internalizar o setor de mídia das empresas continuará à medida que mais marcas criarem suas próprias equipes de especialistas digitais, empurrando agências e anunciantes para fora de suas zonas de conforto tradicionais, em uma nova forma de colaboração, e o fim dos cookies pode deixar muitos profissionais de marketing no escuro. Os anunciantes precisam se preparar agora para a nova "economia mista". As integrações diretas entre publishers e parceiros de mensuração vão mudar a forma de analisar métricas.

A empresa também aponta que, diante de uma legislação mais robusta, a ética da privacidade virá à tona e os profissionais de marketing projetarão iniciativas de personalização com a mentalidade de colocar a pessoa em primeiro lugar, em detrimento da máquina ou do tecnológico, e acrescenta que a publicidade política criará aglomeração e desordem em 2020, especialmente no cenário da mídia nos EUA. Os anunciantes precisarão repensar suas estratégias durante a temporada da campanha.

Para Jane Ostler, Global Head of Media Effectiveness da divisão de Insights da Kantar, 2020 será um ano emocionante para os profissionais de marketing: “Mais possibilidades de publicidade e conteúdo, juntamente com os dados gerados, criam uma infinidade de oportunidades para profissionais de marketing e veículos de mídia. Com novas oportunidades, surgem novos desafios”, declarou.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.