12 tendências em IA, inovação, robótica e saúde que vão se destacar em 2018

Por Redação | 22 de Dezembro de 2017 às 09h06
YouTube/GKOM TISG

O ano de 2018 deverá ser reconhecido por grandes avanços tecnológicos, segundo estudo da empresa de inovação e design Frog. A companhia listou 12 tendências que devem ganhar destaque neste ano, incluindo áreas de inteligência artificial, robótica, saúde, realidade virtual e aumentada, entre outras.

1. Produtos inspirados em inteligência artificial

Grandes companhias como a Netflix e a Airbnb já envolvem conceitos de Inteligência Artificial em seus trabalhos, e a tendência deve se espalhar. A Frog conta que, com a inserção da IA nos produtos, os designers não criarão somente máquinas para seres humanos, mas também máquinas humanas.

2. Gênios do algoritmo

A Frog cita o PageRank do Google como um case de sucesso quando o assunto são os algoritmos. A empresa acredita que, em 2018, outras grandes companhias chegarão a este mesmo nível.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

3. Novas experiências em realidade aumentada e virtual

A realidade virtual como conhecemos atualmente é uma experiência isolada, ou seja, você coloca óculos especiais, ou liga o smartphone, e mergulha sozinho em um novo mundo. Mas, segundo as previsões dos analistas, a tecnologia passará a permitir a interação entre mundos e realidades alternadas, criando novas amizades e aventuras.

4. Democracia e blockchains

Para os analistas da Frog, a tecnologia de blockchain não deve se limitar apenas à criptografia no próximo ano, mas também entrar em novas áreas da sociedade muito maiores, como o governo.

"A tecnologia pode ser o que vai ajudar para que mais vozes sejam ouvidas em questões governamentais e decisões políticas", comenta a Frog, destacando o que pode ser o fim das votações em cédulas de papel, minimizando os riscos de fraude.

5. Realidade aumentada e propriedade intelectual

Em breve, não só os trabalhos físicos serão propriedades de seus criadores, como também os virtuais. Os analistas dizem que vamos entrar em uma nova era da arte contemporânea, na qual as pessoas poderão se expressar de forma colaborativa em domínios digitais e físicos, deixando suas assinaturas.

6. Relações mais amigáveis entre robôs e máquinas

Especialistas da Frog dizem que as assistentes pessoais se tornarão mais amigas dos consumidores, que exigem opções que tenham relação com o seu estilo e que os ajudem a se expressar cada vez melhor.

7. Tecnologia mais inclusiva

2018 deve ser um ano marcado por vários tipos de inclusão, investindo em acessibilidades para usuários com condições mentais e físicas que, hoje, prejudicam a entrada no mundo digital. "O foco deve ser em um design empático e centrado no ser humano. Cada vez mais as empresas poderão compartilhar os seus melhores produtos com mais consumidores", afirmam os analistas da Fog.

8. Informações anônimas devem tornar a vida mais inteligente

Para o CEO da Frog, Harry West, sensores audiovisuais poderão oferecer ainda mais informações vitais sobre o comportamento de seus usuários, sem precisar deixar os dados expostos, mantendo a privacidade de cada um.

9. Robôs microscópicos como substituição de medicamentos

Para 2018, nanorobôs serão essenciais para substituir medicações. Segundo os analistas, estes robôs microscópicos poderão executar funções na corrente sanguínea, como limpar as artérias. Em breve, eles serão treinados para detectar e tratar diferentes tipos de problemas de saúde ou simplesmente liberar mais nutrientes importantes para o corpo.

10. Mudança na forma de locomoção

Devido ao alto custo de manutenção de carros tradicionais, os analistas acreditam que, em breve, poderemos adquirir carros elétricos com muito mais facilidade. As fabricantes de veículos, portanto, focarão mais em atender a demanda.

11. Uso do aprendizado de máquina no atendimento ao cliente

O aprendizado de máquina já é bastante visto em empresas como a Amazon, que oferece produtos com base em suas preferências passadas, e esta tendência vai crescer muito mais rápido em 2018, segundo os especialistas. "As empresas vão focar em combinar os dados do usuário com novas tecnologias, como a realidade aumentada e sistemas de aprendizado de máquina para ajudar os consumidores a se engajarem com os produtos", acredita Toshi Mogi, vice-presidente assistente de estratégia e inovação da Frog.

12. Redes sociais e responsabilidade corporativa

Em 2018, as redes sociais deverão responder por atuações maliciosas dentro de suas plataformas, finalmente resolvendo problemas que afetam o potencial verdadeiro para o qual estas ferramentas foram criadas.

Fonte: Frog Design

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.