Mercado de infraestrutura de TI fatura US$ 300 milhões no 2º trimestre de 2021

Mercado de infraestrutura de TI fatura US$ 300 milhões no 2º trimestre de 2021

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 10 de Novembro de 2021 às 23h40
DepositPhotos/everythingp

O segundo trimestre de 2021 foi de crescimento para o mercado de infraestrutura de tecnologia da informação (TI). O segmento registrou faturamento de mais de US$ 300 milhões, um aumento de 13,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são de estudo da IDC Brasil.

Segundo Karina Silvestre, analista da IDC Brasil, os resultados refletem os desafios trazidos pela pandemia. "Aumentar a produtividade tem sido o ponto de atenção das organizações”, diz. “As empresas buscam consolidar suas infraestruturas de TI para torná-las mais eficientes."

Entre os setores avaliados, o de armazenamento cresceu 11,1%, graças a grandes projetos finalizados no segundo trimestre. Já a área de networking teve alta de 28,5%: o segmento de redes de acesso foi o que mais avançou, o que demonstra a busca por soluções que comportem uma densidade maior de dispositivos conectados para atender aos modelos de trabalho híbrido e remoto.

Imagem: Reprodução/Envato/svitlanah

A receita do setor de servidores, por sua vez, teve retração de 5,2% no período. De acordo com o levantamento, o motivo é a falta de suprimentos. "Todos os segmentos do mercado de infraestrutura de TI foram afetados e sofreram com a falta de equipamentos e os atrasos nas entregas. Se não fosse isso, os números seriam mais positivos", aponta Karina.

Terceiro trimestre

A pesquisa relativa ao terceiro trimestre está em andamento, mas a expectativa da IDC Brasil para o período é de um movimento tímido. Isso porque a variação do dólar e os problemas com a cadeia de suprimentos afetaram bastante o setor.

Karina desta que as empresas ainda reportam atrasos nas entregas, o que afeta a produção local dos principais fornecedores de infraestrutura. “O mercado está aquecido, mas pela falta de equipamentos muitos fabricantes tiveram de postergar os negócios e deve haver backlog nos próximos meses", adianta ela.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.