Yoga Book, o laptop-tablet-sketchbook da Lenovo [Hands-On - IFA 2016]

Por Igor Lopes | 02.09.2016 às 11:11

A Lenovo apresentou na IFA 2016 um pequeno laptop-tablet-sketchbook que chamou atenção: é o Yoga Book, que traz algumas funções bastante inovadoras para um equipamento desse tipo. E a gente testou ele para mostrar para você.

Vamos começar pelo teclado. Não há nenhuma tecla física, saltada para fora da base. Na verdade, trata-se de um touchpad gigante, que pode ter um teclado desenhado ou não. Se você tem mãos grandes, vai odiar esse teclado compacto. Mas, caso você seja um designer ou desenhista e prefira usar uma stylus, pode apertar o botão para fazer o teclado sumir e a área virar uma mesa digitalizadora. Assim é possível desenhar o que quiser. E também é possível colocar um papel por cima, desenhar ou escrever no próprio papel com a caneta especial e tudo que é desenhado é digitalizado em tempo real.

O híbrido é bem leve, pesa 690 gramas, tem processador Intel Atom X e uma bateria bem generosa de 8.500 mAh, que a Lenovo diz ser capaz de segurar o brinquedinho por até 15 horas de uso. A tela é de 10,1 polegadas com display IPS de 1920 x 1200 pixels, ele tem 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno, expansível via cartão microSD.

O Yoga Book vem em duas versões: com Windows 10 e com Android. Assim como um livro, também é possível agradar desse Yoga Book pela capa. A aparência chama bastante atenção, com um acabamento premium em metal, bastante fino. O aparelho vem em duas cores: ouro e preta.

O produto chega ao mercado em outubro custando US$ 499 na versão Android e US$ 599 na versão Windows, isso no mercado norte-americano. Ainda não há previsão de vendas no Brasil.