IFA 2019 | Nokia apresenta celular que custa menos de R$ 100

Por Rafael Rodrigues da Silva | 05 de Setembro de 2019 às 16h40
Julian Chokkattu/Digital Trends
Tudo sobre

Nokia

Saiba tudo sobre Nokia

Ver mais

Nesta quinta-feira (5), a HMD Global - empresa licenciada para usar a marca Nokia - aproveitou a IFA 2019 (feira de Tecnologia que acontece essa semana em Berlim, na Alemanha) e apresentou cinco novos aparelhos da marca finlandesa, sendo dois smartphones e três telefones celulares mais tradicionais. Assim, trazemos aqui um resumo de tudo o que empresa mostrou de novo no evento:

Nokia 7.2

Nokia 7.2 (Imagem: Julian Chokkattu/Digital Trends)

Sucessor do Nokia 7.1 lançado no ano passado, o Nokia 7.2 tem como grande destaque o seu sistema de câmeras, composto por três lentes Carl Zeiss: um sensor principal de 48 MP, uma lente grande-angular, com sensor de 8 MP e um sensor de profundidade de 5 MP. Além de utilizar a tecnologia Quad Pixel, para conseguir fotos melhores em ambientes de pouca luminosidade, umas das principais vantagens do Nokia 7.2 são os modos Zeiss Swirl, Zeiss Modern e Zeiss Smooth, que permitem recriar o efeito bokeh conseguido em câmeras profissionais com lentes Carl Zeiss - e, apesar do aparelho só possuir sensor de profundidade na parte traseira, esses modos podem ser utilizados tanto com a câmera traseira quanto com a dianteira.

O aparelho também possui uma tela de 6,3 polegadas com resolução Full HD e suporte a HDR, o que permite mostrar cores mais vívidas, além de possuir um maior contraste entre elas. A tela também possui um notch no formato gota d’água, que é onde fica a câmera frontal de 20 MP do aparelho. Já o case do smartphone é feito de alumínio coberto com um tipo de polímero, que é mais forte que o policarbonato, mas mais leve, garantindo que o Nokia 7.2 seja muito mais resistente do que o peso dele faz supor. Tanto a tela quanto a case do aparelho também possuem proteção Gorilla Glass 3, o que protege de riscos causados por, por exemplo, colocá-lo no mesmo bolso de chaves e moedas.

Já na parte de hardware, o aparelho utiliza um processador Snapdragon 660, tem 4 GB de memória RAM e 128 GB de espaço para armazenamento. Ele também possui um botão lateral dedicado para chamar o Google Assistente, entrada USB-C, conector jack de 3,5 mm para fones de ouvido e leitor biométrico. Tudo isso alimentado por uma bateria de 3500 mAh.

Nokia 7.2 (Imagem: Julian Chokkattu/Digital Trends)

O aparelho também já vem de fábrica com o Android 10 (a versão mais recente do sistema operacional) instalado, e faz parte do programa Android One, que garante que ele receberá atualizações de segurança durante três anos e, pelos próximos dois, receberá também as atualizações de versão do sistema Android.

Outra função interessante é a “Modo Ambiente”, que transforma o smartphone em um smart speaker, deixando os microfones do aparelho sempre abertos para receber comandos de voz do usuário.

O Nokia 7.2 será vendido nas cores Charcoal (Carvão, em português), Cyan Green (Verde Ciano, em tradução livre) e Ice (Gelo, na tradução para o português), e estará disponível a partir do dia 29 de setembro por um preço de US$ 349 (R$ 1.430 na cotação de hoje).

Nokia 6.2

Nokia 6.2 (Imagem: Julian Chokkattu/Digital Trends)

O Nokia 6.2 possui as mesmas especificações externas do 7.2 - mesmo tamanho de tela, mesmo notch, mesmo tipo de case, mesmo material de proteção - e a diferença entre eles é basicamente no hardware, que é ligeiramente inferior ao do Nokia 6.2.

O aparelho utiliza um processador Snapdragon 636, além de 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno e leitor biométrico, tudo funcionando com a mesma bateria de 3.500 mAh do Nokia 7.2. Ele também já vem de fábrica com o Android 10, então não há diferenças também no campo do software.

Nokia 6.2 (Julian Chokkattu/Digital Trends)

A principal diferença entre os dois modelos está na câmera traseira principal, que no Nokia 6.2 é de apenas 16 MP (as outras duas lentes são exatamente as mesmas do Nokia 7.2) e na falta de uma entrada para fones de ouvido.

O aparelho estará disponível apenas nas cores Charcoal (Carvão, em português) e Ice (Gelo, em tradução livre), e será lançado no começo de outubro por um preço de US$ 228 (R$ 934).

Nokia 2720

Nokia 2720 (Imagem: Julian Chokkattu/Digital Trends)

O Nokia 2720 é um modelo feito para aqueles que gostam de celulares mais tradicionais e não abrem mão de ter um aparelho com flip.

O modelo é uma espécie de “híbrido” entre um celular tradicional e um smartphone, possuindo conexão 4G e funcionando com o sistema operacional KaiOS, que permite acessar alguns serviços e apps como Google Maps, Google Assistente, WhatsApp e YouTube.

Apesar de permitir o acesso a esses serviços, usá-los não é uma das tarefas mais fáceis. já que nenhuma das duas telas do aparelho (a interna de 2,8 polegadas usada para a navegação principal, e a externa de 1,3 polegadas usada para ver notificações recebidas com o aparelho fechado) não são das maiores e nem possuem função touch, já que toda a navegação (e envio de mensagens) deve ser feito pelo teclado físico / alfanumérico, como é padrão nos celulares tradicionais.

Nokia 2720 (Imagem: Julian Chokkattu/Digital Trends)

Mas tanto as teclas quanto a fonte do texto que aparece na tela são bem grandes, então mesmo sem a função touch é fácil navegar pelos menus do aparelho. Uma das principais vantagens deste aparelho é a sua bateria, que pode durar até 27 dias na função de standby - já que o dispositivo não precisa rodar o número de recursos que um smartphone normal faria. Além disso, claro, é possível encerrar uma ligação apenas fechando o aparelho, dando aquele toque dramático que foi perdido nos atuais smartphones.

O Nokia 2720 chega às lojas ainda no mês de setembro, estará disponível nas cores preto e branco e deverá custar cerca de US$ 97 (R$ 397).

Nokia 800 Tough

Nokia 800 Tough (Imagem: Julian Chokkattu/Digital Trends)

Agora, se você precisar de um telefone resistente de verdade, o Nokia 800 Tough pode ser o que você está procurando. Este aparelho não apenas possui o grau de proteção IP68 (ou seja, ele é totalmente impermeável a poeira e à imersão contínua em água), como também atende aos critérios de teste militar MIL-STD-810G, o que significa que o aparelho não apenas é resistente à exposição e às mudanças climáticas (sol, chuva, neve, choques térmicos provocados pela mudança brusca de temperatura) mas até mesmo a condições mais extremas, como continuar funcionando em ambientes onde ocorrem tiroteios e a explosão de bombas.

Por ser um equipamento com as bordas de borracha, também significa que ele possui uma grande resistência a quedas - mais especificamente de até quase 2 m de altura em concreto.

Nokia 800 Tough (Julian Chokkattu/Digital Trends)

Assim como o Nokia 2720, o 800 Tough também utiliza o sistema operacional KaiOS, que permite acessar alguns apps como o Google Assistente, Google Maps e WhatsApp. Como ele é um celular para ser usado em condições extremas, os botões são fáceis de se usar mesmo com luvas, e a bateria consegue durar por até 43 dias no modo standby.

A empresa não revelou exatamente quando o Nokia 800 Tough chega ao mercado, mas o aparelho deverá ter um preço de venda de US$ 119 (R$ 487).

Nokia 110

Nokia 110 (Imagem: Julian Chokkattu/Digital Trends)

O último modelo anunciado pela HMD na IFA foi o Nokia 110, um celular bem básico do básico. Trata-se de um aparelho celular igual aqueles que existiam na década de 1990 e começo dos anos 2000. Além de fazer ligações e enviar mensagens SMS, a única coisa possível de fazer com o aparelho é curtir alguns joguinhos como os clássicos Snake e Doodle Jump e usá-lo como um tocador de MP3, podendo colocar até 32 GB de músicas nele.

O Nokia 110 chega nas lojas ainda em setembro nas cores azul, rosa e preto e deverá custar cerca de US$ 20 (R$ 82).

Fonte: Digital Trends

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.