Intel afirma que só terá chips de 7 nanômetros em 2021

Por Redação | 17 de Julho de 2019 às 19h20
Reprodução
Tudo sobre

Intel

Saiba tudo sobre Intel

Ver mais

Quem acompanha o mundo da Tecnologia, sabe que a Intel está BEM atrasada no desenvolvimento de processadores de 10 nanômetros (nm), que começam a chegar ao mercado apenas no segundo semestre deste ano. E, enquanto a sua principal concorrente — a AMD — já começa a entregar chips com 7 nm, a (ainda) líder do setor, só conseguirá chegar nesse nível em 2021.

Durante uma aparição pública na Fortune´s Brainstorm Tech, na última terça-feira (16/7), Bob Swan, CEO da Intel, afirmou que a companhia foi "muito agressiva na busca pelos chips de 10nm, quando buscava melhorias na densidade dos transitores de 2,7x sobre os processadores de 14nm".

Atingir uma escala de 2,7x provou ser "muito mais complicado" do que a Intel antecipou. Swan também afirmou que a empresa errou quando "priorizou o desempenho em um momento em que a previsibilidade era realmente importante".

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
O roadmap de lançamento dos próximos chips da Intel  (Reprodução:Intel)

Com essas complicações, a empresa precisou readaptar a Lei de Moore - que norteia as metas de design dos chips Intel há decadas e que diz que a capacidade de processamento deste tipo de componente deve dobrar a cada dois anos. Com isso, o executivo afirmou que, "como os processadores de 10nm serão lançados apenas esse ano, os chips de 7nm serão lançados daqui dois anos e será em uma escala de 2.0x, de volta à curva da Lei de Moore".

Como citamos anteriormente, a AMD já está com seus chips de 7 nm na rua, por isso terá direito de se gabar até 2021. Mas, em contrapartida, a Intel há muito tempo sustenta que seu processo de desenvolvimento é mais avançado do que a concorrência. Em outras palavras, é uma maneira de dizer que seus processadores de 10nm estão praticamente no nível dos modelos de 7 nm da AMD.

Vamos saber se isso é verdade assim que pudermos comparar a performance de ambos em um PC.

Fonte: PC Gamer

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.