CPUs Intel Rocket Lake devem ser lançadas em março compatíveis com PCIe 4.0

CPUs Intel Rocket Lake devem ser lançadas em março compatíveis com PCIe 4.0

Por Wagner Wakka | 24 de Novembro de 2020 às 13h55
Divulgação/Intel

A próxima geração de processadores da Intel, batizada de Rocket Lake, pode ser compatível com atuais placas-mãe do mercado. A informação vem do site Wccftech, que disse ter confirmado (sem abrir suas fontes) que as novas CPUs chegam em março de 2021, serão compatíveis com modelos Z490 e devem contar com suporte para PCle 4.0.

O que a Intel já confirmou antecipadamente é que o componente chega no primeiro semestre do ano que vem. Agora, o site cravou o mês de março, sem que haja publicação oficial sobre isso.

As duas principais novidades aqui, contudo, são relativas à placas-mãe e o suporte ao PCIe 4.0, duas questões interligadas. A expectativa é de que os Rocket Lakes sejam compatíveis com chipsets Z490, mas isso deve exigir ao menos uma atualização de BIOS.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O mesmo vale para o barramento PCIe 4.0. Atualmente, não há suporte para o padrão usando as placas-mãe atuais. Entretanto, segundo o Wccftech, as placas Z490 são, sim, compartíveis, mas o que limita o suporte atualmente são as CPUs atuais. Desta forma, com o Rocket Lake e uma atualização da BIOS, os modelos Z490 seriam compatíveis com padrão PCIe 4.0.

Na prática, a vantagem para o consumidor é que se você já tem uma CPU da empresa com uma placa Z490 não vai precisar atualizar o componente. Uma economia na hora de atualizar o setup.

A expectativa é de que os processadores Rocket Lake sejam fabricados com litografia de 14 nm, venham com 8 nucelos e 50% mais capacidade gráfica. Muito disso por conta da GPU integrada Xe Graphics. Ainda, o componente também pode ser compatível com USB 3.2, que atinge taxas de transferências de 20 GB/s.

Até o momento, o que a Intel confirma é que o novo modelo trará melhoria “de dois dígitos” em porcentagem de IPC em relação a atual geração de CPUs.

Fonte: Wccftech

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.