Preocupante: Nvidia GeForce RTX 3090 pode ser utilizada para hackear senhas

Por Felipe Ribeiro | 14 de Outubro de 2020 às 15h00
Video Cardz
Tudo sobre

Nvidia

Saiba tudo sobre Nvidia

Ver mais

Não cansamos de dizer: a Nvidia assombrou o mundo com suas novas placas GeForce RTX da Série 30, extremamente potentes, seja para o trabalho ou os jogos. Mas, essas placas também podem ser úteis para tarefas mais complicadas e, até certo ponto, ruins. Um exemplo: usar a placa para descobrir senhas.

Muitas vezes já esquecemos senhas e utilizamos aplicativos e ferramentas para redescobri-las, mas o ponto negativo disso é que brechas são abertas para que usuários possam utilizar esses recursos para acessarem senhas de outras pessoas. Um desses programas utilizados para este fim é o Passcovery que, depois de sua última atualização, passou a funcionar muito melhor e, com a ajuda de uma placa como a RTX 3090, deu desempenho ficou, no mínimo, assustador.

Com o lançamento do Passcovery Suite 20.09 para Microsoft Office, OpenOffice, PDR, Zip, backups de iOS e uma série de outros aplicativos e formatos de arquivo populares, foi possível adicionar suporte para aceleração de GPU no app não apenas para a RTX 3090, mas para todas as outras placas da Série RTX 30. Estudos experimentais de sinais de clock entre CPU e GPU levaram a um avanço na aceleração de GPU em placas de vídeo Nvidia com ataques de senha de força bruta para arquivos Zip com criptografia clássica.

Placas da linha RTX podem potencializar programas a descobrirem senhas (Imagem: Divulgação/Nvidia)

Em seus testes usando Passcovery Suite 20.09, a empresa conseguiu realizar ataques de força bruta de senha Zip com GPUs Nvidia, que foram capazes de gerar 669 milhões de senhas por segundo. Ao mesmo tempo, a velocidade das pesquisas de senha também aumentou em 30% para volumes TrueCrypt PBKDF/ Whirlpool / AES e em 4% para o Microsoft Office 2007-2019.

Felizmente, softwares como o Passcovery são usados, principalmente, para achar senhas em arquivos armazenados localmente, então a ameaça de hackers usando o poder do RTX 3090 para obter acesso aos seus arquivos não parece ser muito provável. Mas, claro, é bom ficar de olho.

Fonte: TechRadar

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.