Google pode transferir dados de usuários do Reino Unido para os EUA

Por Nathan Vieira | 21 de Fevereiro de 2020 às 14h00
9to5google
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

A questão de dados de usuários é sempre muito delicada, principalmente quando envolve governo e grandes empresas, como é o caso do Google. Durante esta semana, frente à saída do Reino Unido da União Europeia, o mecanismo de buscas planeja transferir os dados de cidadãos do Reino Unido para os EUA. Anteriormente, essas informações estavam armazenadas na Irlanda.

Sendo assim, em breve a empresa exigirá que os usuários do Reino Unido concordem com novos termos de condições. Como o país não está mais na União Europeia, faz sentido que o Google mova os dados dos usuários para um país "neutro", em vez de arriscar a legislação concorrente sobre a proteção de dados.

Google pode transferir dados de usuários do Reino Unido para os EUA

Em comunicado ao The Guardian, o Google garantiu que nada em seus serviços ou na abordagem à privacidade sofrerá alterações, incluindo a maneira como a empresa coleta ou processa dados e como responde às demandas da lei por informações dos usuários. Por sua vez, Jim Killock, diretor executivo da organização de direitos digitais Open Rights Group, disse ao portal em questão que a transferência de informações pessoais para os EUA facilita o acesso a programas de vigilância em massa. Quase não há proteção de privacidade para cidadãos não americanos.

"A decisão do Google deve preocupar todos que pensam que as empresas de tecnologia são poderosas demais e sabem muito sobre nós. O Reino Unido deve se comprometer com os padrões europeus de proteção de dados ou é provável que nossos direitos sejam rapidamente prejudicados pelas práticas de privacidade dos EUA. No entanto, tanto a legislação futura do Reino Unido quanto a mudança para os EUA estão em andamento. Portanto, a única coisa que podemos fazer nesse momento é esperar e ver", afirma Jill Killock.

Fonte: The Guardian via Android Central

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.