Mais da metade do público brasileiro de eSports é atleta; Free Fire é destaque

Mais da metade do público brasileiro de eSports é atleta; Free Fire é destaque

Por Guilherme Sommadossi | Editado por Jones Oliveira | 24 de Junho de 2021 às 11h00
Divulgação/Pesquisa Game Brasil 2021

Não é de hoje que os esportes eletrônicos se mostram cada vez maiores. Novos dados da Pesquisa Game Brasil 2021 destacam que 64,3% dos jogadores brasileiros já ouviram falar em eSports. Desse total, 55,4% praticam alguma modalidade; um aumento de 10,7 pontos percentuais comparado a 2020.

O público que joga é composto por 57,4% de homens e 42,8% de mulheres. Eles têm preferência por console (43%) e a maioria está na faixa dos 25 a 29 anos (25,1%). Ainda sobre essa parcela, 47% se autodeclaram como brancos e 81,7% como gamers hardcore. O estudo ainda revela que 32,2% dos jogadores já ganharam dinheiro com eSports.

Os espectadores também são na maioria homens (53,7%), que também preferem o console (37,1%), tem entre 25 e 29 anos (27,3%) e são hardcore gamers (72,1%). No entanto, o público aqui é majoritariamente declarado como preto ou pardo, sendo 49,1%.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Divulgação/Pesquisa Game Brasil 2021)

Frequência e locais de consumo 

Esses fãs acompanham as transmissões semanalmente, assim como quem acompanha futebol, basquete e outros esportes tradicionais. Entre os entrevistados, 34,2% assistem a conteúdos de eSports toda semana. Ainda que 12,8% dos gamers consumam conteúdo relacionado à modalidade preferida diariamente, 18,2% fazem isso duas vezes por semana, e 17,8% uma vez por semana.

Fora isso, o consumo de conteúdo da categoria é superior a 3 horas semanais para 29% da audiência e a 2 horas semanais para 24,7% — o dado tem a ver com as partidas realizadas em torneios, que costumam ser longas e a transmissões feitas ao vivo. Somente 14,3% não acessam streamings ou consomem outro tipo conteúdo relacionado a eSports.

A maioria do público assiste online, sendo 75% dos entrevistados. Quem respondeu que costuma assistir em arenas (18%) e clubes (16,4%) provavelmente teve que se adaptar a pandemia e migrou para as plataformas de vídeo.

O estudo mostra ainda que o YouTube é o líder de audiência com 84,6% de preferência do público, seguido pelo Instagram com 34,5% — onde, segundo o informativo da PGB 2021, supõe-se que o consumo é feito por meio dos perfis oficiais de atletas, times e celebridades que utilizam a rede social.

eSports favoritos

A PGB 2021 ainda mapeou quais os gêneros de esportes eletrônicos mais acompanhados pelo público brasileiro. O battle royale, categoria de jogos como Fortnite, é o mais popular entre os jogadores do Brasil, com 53,5%. Na sequência estão os jogos de futebol — FIFA e PES — e de luta — como Mortal Kombat, Street Fighter e outros —, com 44,5% e 37,7%, respectivamente.

Já os jogos de eSports mais conhecidos pelo público são o Free Fire (70,9%), Call of Duty: Cold War (69,4%) e Call of Duty: Warzone (68,8%).

Booyah e capa na concorrência

Os dados também destacam como Free Fire é mesmo a paixão do Brasil. A LBFF - competição nacional do game mobile - é a mais popular no país, colocando o torneio oficial da Garena como líder na categoria entre os mais acompanhados, presencial ou digitalmente, para 35% dos entrevistados. Na sequência, a C.O.P.A. Free Fire, torneio realizado no segundo trimestre de 2020, aparece com 34,3% da preferência dos telespectadores.

A final da LBFF 4, realizada em março de 2021, registrou pico de mais de 1,14 milhão de espectadores simultâneos, somando dados do YouTube, Loading e BOOYAH!, plataforma de streaming da Garena. Ao todo, a quarta etapa do campeonato teve 100 milhões de visualizações nos canais. A audiência da competição só cresce. Segundo dados da própria desenvolvedora, a edição mais recente teve um público 93% maior em relação à primeira edição, em 2020.

A Pesquisa Game Brasil é feita por Sioux Group, Go Gamers, Blend New Research e ESPM, e ouviu 12.498 pessoas em 26 estados e no Distrito Federal. As entrevistas foram realizadas entre os dias 7 e 22 de fevereiro deste ano.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.