SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

5 novidades de Ori and The Will of the Wisps

Por| 26 de Fevereiro de 2020 às 05h01

Link copiado!

Wagner Wakka/Canaltech
Wagner Wakka/Canaltech

*Direto de São Francisco, Estados Unidos

Ori and the Will of the Wisps é a continuação da saga que começou lá em 2015. O metroidvânia trouxe algumas novidades para o gênero e conta com várias mudanças neste segundo game. O Canaltech teve o privilégio de ser o único veículo do Brasil a jogar pouco mais de 3 horas do game antecipadamente e lista aqui 5 grandes novidades do título.

Leia também: Preview | Ori and the Will of the Wisps muda completamente, e para melhor

1. Ori mais ativo

Continua após a publicidade

Uma das principais modificações deste novo game é que o nosso protagonista agora possui armas. Se em Ori and the Blind Forest, era o espírito da floresta que atacava os inimigos, agora o personagem tem suas próprias armas, como espadas e arco-e-flecha.

De cara, isso faz o personagem muito mais ágil e empoderado. No primeiro game, era comum que se mantivesse certa distância dos adversários para combatê-los. Em Will of the Wisps, não; a ideia é que você realmente vá para cima com tudo.

2. Carrossel de habilidades

Continua após a publicidade

Este e o primeiro ponto estão, de certa forma, interligados. Ori tem muito mais habilidades que tinha no primeiro game da série. Para ter botão para tudo isso no controle, o Moon Studios, desenvolvedor do jogo, adicionou um carrossel de fácil acesso.

Assim, é possível designar 3 habilidades diferentes para os botões Y, X e A no controle, permitindo também ao jogador escolher o posicionamento que preferir para cada uma das habilidades.

3. Mapa mais recheado

Continua após a publicidade

Ori and the Will of the Wisps é um game muito maior que sua primeira versão. De acordo com os desenvolvedores, é possível colocar toda a área de Blind Forest em apenas uma secção deste novo título. Seu mapa é pelo menos três vezes maior que o do game original.

Por conta disso, ele também é mais completo. Agora, há outros animais vivendo na floresta e que trocam informações com Ori. Em uma área aberta do game, há inclusive uma vila em construção com vários outros personagens que vendem itens, habilidades e oferecem missões secundárias.

Leia mais: Entrevista | Ori and the Will of the Wisps será 3 vezes maior que o primeiro

Continua após a publicidade

4. Mecânica de save

Uma das características mais icônicas do primeiro jogo era a possibilidade de criar um checkpoint em qualquer lugar, gastando um ponto de espírito para isso. A função dava um dinamismo bem especial para Ori, mas não está nesta continuação.

Segundo os desenvolvedores, o motivo é que, embora diferente, a mecânica não foi bem aceita pelos jogadores. Como cabia ao usuário sempre salvar o próprio jogo, não era incomum esquecer desse ponto e ter de voltar para um ponto muito distante quando se morria. De acordo com os desenvolvedores, isso gerava uma certa frustração que eles queriam evitar.

Com isso, agora o game cria checkpoints automáticos antes de grandes ameaças.

Continua após a publicidade

5. Itens passivos

Uma última nova característica de Ori and the Will of the Wisps são as habilidades que seu personagem pode ter com fragmentos encontrados e comprados. De forma muito semelhante aos pingentes de Hollow Knight, o jogador pode equipar três diferentes de uma lista de dezenas.

Eles oferecem habilidades passivas tais quais um ponto a mais de vida, fazendo com que inimigos derrubem mais dinheiro ou deem mais ataque e defesa a Ori. Como o personagem tem uma mecânica de batalha mais complexa, esse elemento cria uma camada a mais para a aventura, permitindo que você refine sua gameplay.

Ori and the Will of the Wisps chega para Xbox One e PC em 11 de março, já disponível no serviço de assinaturas Game Pass a partir do dia de lançamento.