GTA 5 e GTA Online para PS5 e Xbox Series X|S valem a pena?

GTA 5 e GTA Online para PS5 e Xbox Series X|S valem a pena?

Por Bruna Penilhas | 18 de Março de 2022 às 19h51
Divulgação/Rockstar Games

E lá vamos nós falar sobre mais um lançamento de Grand Theft Auto V e GTA Online. Desde a estreia original dos jogos em 2013, ainda no PlayStation 3 e Xbox 360, mais de 160 milhões de cópias foram vendidas. Então, por que a Rockstar não aproveitaria a oportunidade de fazer este número crescer ainda mais, desta vez no Playstation 5 e Xbox Series X|S? Sabemos que interessados na compra é o que não vai faltar, mas será que a mudança para a nova geração vale a pena?

Passei os últimos dias jogando GTA 5 e GTA Online no PlayStation 5, por meio de uma cópia digital gentilmente cedida pela Rockstar Games. Como alguém que experienciou estes games nas três gerações de consoles, é seguro dizer que as melhorias gráficas são excelentes, mas muitas delas provavelmente passarão despercebidas para a grande maioria dos jogadores. As melhores novidades, na verdade, não estão relacionadas com a repaginada no visual.

Los Santos 3.0: o que muda em GTA 5 e GTA Online na nova geração?

As novas versões do jogo chegam para melhorar a qualidade de vida dos jogadores e também para deixar a experiência mais bela do que nunca. Lembra daqueles mods de PC que visam deixar Los Santos com um visual ultra-realista? Bom, agora eles são realidade no PlayStation 5 e Xbox Series X|S, com selo de criação e aprovação da Rockstar.

As texturas, sombras, iluminação, nitidez, densidade de vegetação e diversos outros aspectos visuais foram aprimorados, sendo possível rodar o game em três modos gráficos, disponíveis para seleção no menu principal. Estas são as opções:

Modo Fidelidade Modo Performance Modo Performance RT
PlayStation 5 4K nativo, ray tracing, 30 FPS 4K em upscaling, 60 FPS 4K em upscaling, ray tracing, 60 FPS
Xbox Series X 4K nativo, ray tracing, 30 FPS 4K em upscaling, 60 FPS 4K em upscaling, ray tracing, 60 FPS
Xbox Series S 4K em upscaling, 30 FPS 1080p, 60 FPS Não disponível

Priorizei jogar no Modo Performance RT, justamente para apreciar a jogatina em 60 quadros por segundo com ray tracing. As diferenças visuais entre as três opções não são absurdas, no entanto, o que é ótimo. Claro, jogar em 4K nativo trará texturas e arestas mais nítidas e um draw distance (distância máxima de objetos renderizados em um ambiente tridimensional) com melhor definição. Mas eu, particularmente, preferi não sacrificar a leveza dos 60 FPS — que delícia que é dirigir por Los Santos com essa taxa!

Nesta imagem, o modo fidelidade estava ativado. Com o 4K nativo, os elementos do cenário ficam levemente mais nítidos. (Imagem: Captura de Tela/Bruna Penilhas/Canaltech)

Muitos efeitos visuais estão mais realistas: experimente explodir um carro para perceber como a densidade da fumaça mudou. Agora todos os objetos projetam sombras e os reflexos estão mais elaborados — de novo, apenas olhos mais atentos vão notar estes detalhes. Uma mudança perceptível está nas cores: graças ao HDR, Los Santos está muito mais limpa e viva, com as cores apresentando uma intensidade mais agradável que também contribuem com o visual realista.

Não espere mudanças significativas nas animações ou visuais dos personagens, no entanto. Afinal, estamos falando de uma remasterização, e não de um remake completo. Por mais bonito que o game esteja, o fato dele ter sido desenvolvido há mais de 10 anos ainda é perceptível.

Não que isso seja um problema que deveria ter sido contornado pela Rockstar, até porque o jogo envelheceu muito bem neste sentido, mas é sempre bom deixar estes detalhes claros para que ninguém fique decepcionado. Seriam necessárias muitas outras mudanças e reformulações para que GTA 5 ficasse mais próximo de um game da nova geração, tão deslumbrante como Horizon Forbidden West ou até mesmo como o não tão velho Red Dead Redemption 2. Mas não faria sentido algum apostar nisso agora. Este será um trabalho para o vindouro GTA 6.

Ah, o céu da Califórnia está mais lindo do que nunca em GTA 5! Essa imagem foi tirada com o modo Performance RT ativado. (Imagem: Captura de Tela/Bruna Penilhas/Canaltech)

Mudanças além dos gráficos

No PlayStation 5, os jogadores podem aproveitar os recursos de feedback tátil e gatilhos adaptáveis do DualSense. As tecnologias do controle foram usadas na medida certa: você vai sentir, por exemplo, a sutil intensidade e frequência de um motor cujo carro está parado (é quase como se você, de fato, estivesse com um pequeno motor em mãos). Os gatilhos se adaptam ao tipo de arma que você está usando, mas não oferecem uma resistência cansativa para os dedos.

Ah, e as telas de carregamento! Finalmente não precisamos mais perder anos de vida enquanto iniciamos a campanha de GTA 5 ou trocamos uma sessão em GTA Online. Graças ao poder do SSD, as telas de carregamento na nova geração estão, pelo menos, duas vezes mais rápidas. Iniciar o game pela primeira vez ainda levará um tempinho (cerca de 25 segundos no PS5), mas a troca de sala no multiplayer realmente me surpreendeu — fui de uma sessão pública para uma privada em menos de 10 segundos, praticamente um milagre inimaginável para quem jogava o game no PS4 ou Xbox One (já me estressei muito com isso no passado, confesso).

Há um conteúdo novo e exclusivo para a nova geração de consoles: o Hao’s Special Works. Ao iniciar a nova versão de GTA Online, caso tenha importado o seu personagem, você receberá uma ligação de Hao, que o convida para um Desafio Contra o Relógio. Após completar a missão, será possível visitar a Loja de Modificações do Evento de Carros LS para comprar novas melhorias e modificações para veículos selecionados. Não é nenhuma novidade imperdível — ainda bem, porque não acho que seria justo deixar os fiéis jogadores de PS4 e Xbox One excluídos de algum conteúdo grandioso.

Por fim, vamos inaugurar o parágrafo de “Olha só essas mudanças que deveriam existir desde sempre, mas chegaram só agora!”. Ok, são novidades úteis e bem-vindas, porém simples e que deveriam ter sido implementadas antes, já que não necessitam do poder da nova geração para existirem. Visando melhorar a qualidade de vida dos jogadores e recepcionar adequadamente os novos criminosos de plantão, GTA Online agora conta com um menu inicial que facilita o acesso às principais atividades do jogo, incluindo missões, Golpes e mais.

Graças ao novo menu inicial de GTA Online, você pode começar um Golpe com mais facilidade (Imagem: Captura de Tela/Bruna Penilhas/Canaltech)

Entretanto, o menu poderia ser melhor: ainda não é possível, por exemplo, iniciar uma sessão solo ou com amigos a partir da tela inicial. Para isso, você precisa entrar no Modo Livre, para então carregar o tipo de sessão desejada. Pelo menos, o carregamento está mais rápido.

E se você estiver jogando GTA Online pela primeira vez ou deseja criar um novo personagem, poderá selecionar uma carreira para o seu criminoso de Los Santos logo no começo da experiência (escolha entre Executivo, Traficante de Armas, Dono de Boate ou Motoqueiro). Desta maneira, você não vai se perder nas opções ou na quantidade de conteúdo massivo que o game possui — afinal, o multiplayer está recebendo atualizações há anos.

Afinal, vale a pena ou não?

Para quem é dono de um PS5, não há o que discutir quanto ao GTA Online para nova geração. Afinal, a versão atualizada do multiplayer ficará disponível de graça até junho, bastando jogá-lo neste período para mantê-lo na sua biblioteca para sempre. Faça um favor para si mesmo e não perca esta oportunidade — é uma pena que a oferta seja limitada ao PlayStation. Por outro lado, não é nada agradável pensar que donos de GTA 5 no PS4 e Xbox One precisam pagar pela nova nova versão, mesmo que não seja o valor cheio.

É sempre um prazer enorme retornar para Los Santos! (Imagem: Captura de tela/Bruna Penilhas/Canaltech)

Acho injusto que a Rockstar não ofereça o upgrade gratuito? Sim, muito! Vou falar que não vale a pena o investimento? Não vou, simplesmente porque não tem como dizer não para GTA 5, mas isso fica totalmente ao seu critério. Não acho que você estará em grande desvantagem se optar em continuar com a versão da geração passada, que já fez um ótimo trabalho em remasterizar o game original, ainda mais se completou o modo campanha no passado.

Portanto, não dá para afirmar que é uma compra obrigatória — a não ser que você esteja com muita vontade de jogar a história de Franklin, Michael e Trevor novamente ou seja um jogador muito ativo de GTA Online (no caso da galera de Xbox). Se optar pela compra, maravilha! Você terá um dos melhores games dos últimos anos em sua melhor forma (e esperamos que seja a última, né?).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.