Genshin Impact: fãs são banidos após criticarem o jogo

Genshin Impact: fãs são banidos após criticarem o jogo

Por Lucas Arraz | Editado por Bruna Penilhas | 29 de Setembro de 2021 às 17h17
Reprodução/miHoYo

A miHoYo está impedindo que jogadores de Genshin Impact critiquem publicamente o jogo nos canais oficiais da aventura. A desenvolvedora chinesa limitou a publicação e compartilhamento de comentários nos canais do Reddit, Hoyolab, NGA e Discord, além de limitar a mudança na assinatura do jogo e banir parte da comunidade insatisfeita de ambientes sociais.

O conjunto de ações da desenvolvedora foi tomada após jogadores reagirem negativamente, nos canais de comunicação, às recompensas do aniversário de 1 ano do jogo disponível gratuitamente para PC, celulares e consoles PlayStation.

A reação negativa nasceu com a decepção dos jogadores de Genshin Impact com os presentes de aniversário do game: os jogadores receberam apenas Primogen, a moeda premium do título. A recompensa é menor e mais simples do que a ofertada pela miHoYo durante o evento sazonal “Festival de Ano Novo”, realizado no início deste ano. O aniversário ainda não apresentou muitas atividades extras para a comunidade, transformando o clima da festa em enterro e gerando os comentários negativos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Prêmios de evento de aniversário de um ano de Genshin Impact causaram revolta (Imagem: Divulgação/miHoYo)

Para piorar a situação, Sangonomiya Kokomi, aguardada personagem lançada em 21 de setembro, chegou a Genshin Impact desbalanceada. A heroína não possui builds favoráveis e times em que se encaixa, gerando críticas nos canais oficiais do jogo.

À medida que as reclamações da comunidade explodiram, a miHoYo tomou a decisão de cessar a comunicação entre fãs e desenvolvedores. A página no Reddit foi bloqueada, exigindo a aprovação de um moderador para criação de novos tópicos. Os tópicos de aniversário, por sua vez, foram bloqueados e usuários que postaram reclamações foram banidos. Situação semelhante ocorre nos canais de Genshin no NGA, Tieba e Hoyolab. Dentro do jogo, os jogadores não podem alterar as assinaturas e nome para exibição.

As ações de censura aumentaram a revolta, levando diversos jogadores a criticarem a miHoYo em redes sociais e registrarem avaliações negativas nas lojas digitais, como a Google Play Store. De acordo com o The Enemy, a movimentação fez a classificação de Genshin Impact cair de 4.5 estrelas para 2.8 estrelas nesta semana, na loja de aplicativos de celulares Android.

Avaliação de Genshin Impact na Play Store nesta quarta-feira (29) (Imagem: Reprodução/Captura de Tela/Play Store)

Genshin Impact é desenvolvido pela miHoYo, responsável por Honkai Impact 3rd e Tears of Themis. De acordo com a Sensor Tower, somente no mercado mobile, o título já faturou US$ 1 bilhão em seis meses desde o lançamento em setembro de 2020. O desenvolvimento do game custou cerca de US$ 100 milhões — cerca de R$ 528 milhões de reais na cotação atual. Também é estimado que, para manter o jogo durante um ano, a miHoYo gaste cerca de US$ 200 milhões.

Com informações de: The Enemy, Inven Global

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.