Gamescom vai repetir formato totalmente digital em 2021

Por Felipe Demartini | Editado por Jones Oliveira | 07 de Maio de 2021 às 10h48
Divulgação/Gamescom

A Gamescom 2021 será, mais uma vez, totalmente digital. O anúncio foi feito nesta semana pelos organizadores da feira alemã e representa uma mudança em relação ao cronograma original, anunciado no começo do ano e que falava em uma feira híbrida, com apresentações online para todo o público e eventos presenciais, com direito a testes de jogos, para a imprensa e também usuários finais.

De acordo com a Koelnmesse, responsável pelo acontecimento, a mudança veio após conversas com parceiros e distribuidores que estariam na Gamescom 2021. Por mais que, na Alemanha, às restrições em relação à pandemia do novo coronavírus já estejam caindo diante das campanhas de vacinação e dos cuidados com a população, o mesmo não vale para todos os outros países, além da logística envolvendo viagens e presenças internacionais representar uma questão a ser levada em conta.

Apesar da mudança, os organizadores confirmaram que teremos a Gamescom 2021, marcada para acontecer entre os dias 25 e 28 de agosto. A sede do evento é a cidade de Colônia, mas com um acontecimento digital, a ideia será entregar um hub de conteúdo que seja acessível e fácil de usar, tanto no computador quanto em celulares, com transmissões ao vivo, testes disponíveis gratuitamente e demais atrações focadas em jogadores, imprensa e criadores de conteúdo.

Ao mesmo tempo, também vai acontecer a Devcom, com foco nos desenvolvedores de jogos com início marcado para o dia 23 de agosto. Por outro lado, o abandono do formato híbrido em 2021 significa que a Gamescom Biz, evento da Associação da Indústria de Games da Alemanha e focado nos negócios, teve de ser cancelado, devido à necessidade do formato presencial para reuniões, palestras e encontros entre membros do mercado.

Por outro lado, já está confirmada a volta da Gamescom Opening Night Live, evento online apresentado por Geoff Keighley e que serve como uma abertura online da feira, com anúncios de jogos e novidades sobre títulos já anunciados. A ideia é emular as conferências que acontecem tradicionalmente na E3, mas unindo diferentes empresas e novidades em um único programa.

Apesar da vontade em realizar um evento híbrido, não é como se os organizadores estivessem preocupados com as mudanças, muito pelo contrário. Em 2020, a Koelnmesse divulgou a marca de 100 milhões de visualizações nas apresentações e vídeos relacionados à Gamescom, com a ideia, agora, sendo expandir esse total por meio de mais atrações e conteúdo, com programação completa ainda a ser divulgada.

Fonte: Gamescom

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.