E3 2019 | Nintendo ameaça processar internauta conhecido por vazar informações

Por Rafael Arbulu | 10 de Junho de 2019 às 16h30
Tudo sobre

Nintendo

Saiba tudo sobre Nintendo

Ver mais

A usuária “PolarBear”, conhecido por vazar, antes de seus respectivos anúncios oficiais, diversas informações pertinentes à E3 2019, está sendo ameaçado pela Nintendo antes mesmo de falar ou fazer algo contra a empresa. Segundo o próprio internauta, a empresa responsável pela criação de Mario, Zelda e tantas outras franquias lhe enviou uma carta de desistência (Cease and Desist), urgindo que ele não divulgue informações pertinentes à empresa, sob ameaça de ser levado à Justiça.

Sabi, a jornalista por trás da handle “PolarPanda”, ganhou notoriedade este ano ao divulgar algumas informações que viriam a ser confirmadas recentemente, durante as conferências de empresas na E3 2019. Uma leve passeada pela sua timeline mostra posts mencionando a presença de Keanu Reeves em Cyberpunk 2077, além de divulgar Ghostwire Tokyo. Ambos foram mostrados em caráter oficial neste final de semana, mas as publicações datam de antes disso.

“Me foi entregue uma carta de desistência por um advogado representando a Nintendo. Eles têm meu nome completo e tudo. Isso significa que não me será permitido postar nenhum segredo comercial da Nintendo. Isso não significa que eu não possa postar coisas sobre outras empresas, somente não da Nintendo”, ela disse, pelo Twitter.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Em um outro tuíte, um usuário confirmou que a empresa de advocacia em questão confirma autenticidade do documento e também que é a representante legal da gigante japonesa dos games.

Normalmente, as pessoas por trás de vazamentos de informação — popularmente conhecidas na indústria como “leakers” (“vazadores”, na tradução literal) — contam com a ajuda de contatos dentro das empresas, que disponibilizam material comercial não anunciado a eles. No caso de Sabi, porém, especula-se que ele tenha ido longe demais: pela firma de advocacia ter seu nome completo, isso pode significar que alguém violou algum embargo e comprometeu a leaker.

O internauta não teceu outros comentários sobre o caso e a Nintendo em si também manteve o silêncio.

Fonte: VG247

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.