Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Assassin’s Creed Infinity não será gratuito, afirma Ubisoft

Por| Editado por Bruna Penilhas | 28 de Outubro de 2021 às 18h03

Link copiado!

Ubisoft
Ubisoft
Tudo sobre Ubisoft

Em uma reunião com investidores realizada nesta quinta-feira (28), o CEO da Ubisoft, Yves Guillemot, garantiu que o novo Assassin's Creed Infinity não será gratuito para jogar. O projeto inédito da franquia, anunciado em julho deste ano, funcionará como uma plataforma online que receberá missões inéditas ao longo dos anos.

A ideia da Ubisoft é criar um novo título de entrada para a franquia, que receberá atualizações com missões em diferentes lugares do mundo e épocas. Segundo uma reportagem da Bloomberg publicada em julho, Infinity deve mirar no modelo de sucesso duradouro de jogos como Grand Theft Auto V (GTA 5).

Sendo um game como serviço, rumores apontavam para uma possível gratuidade ao acesso mais básico de Assassin's Creed Infinity. O plano, no entanto, foi afastado pela Ubisoft no momento. “Assassin's Creed Infinity é um game enorme, mas com muitos elementos que já existem nos jogos que publicamos no passado”, descreveu Guillemot.

Continua após a publicidade

Chefe do departamento financeiro da Ubisoft, Frédérick Duguet também disse que a Infinity “ainda está em um estágio inicial de desenvolvimento”. O projeto está em produção pelos escritórios da Ubisoft Quebec (Odyssey) e Ubisoft Montreal (Origins e Valhalla).

Enquanto mais detalhes de Infinity não são revelados, a Ubisoft adiantou que Assassin 's Creed Valhalla receberá um segundo ano de expansão com conteúdo inédito. As novas missões e DLCs chegarão até março de 2022.

Prince of Persia e The Division adiados

Durante a reunião com investidores desta quinta-feira, a Ubisoft também anunciou atrasos em diversos jogos que estavam previstos para o ano fiscal que se encerra em março de 2022.

The Division Heartland, Rocksmith+ e o remake Prince of Persia: Sands of Time foram adiados e agora chegam até o final do próximo ano fiscal, que acaba em março de 2023.

Continua após a publicidade

Fonte: VGC