Após polêmica, EA desativa microtransações de Star Wars Battlefront 2

Por Redação | 17 de Novembro de 2017 às 09h42

A polêmica não chegou ao fim, mas foi desligada por, pelo menos, algum tempo. Em um comunicado feito pelas redes sociais na noite desta quinta-feira (16), a Electronic Arts anunciou a desativação temporária do sistema de microtransações de Star Wars Battlefront II. A questão vinha sendo o assunto da semana no mundo dos games, com muitas críticas dos fãs e cancelamento de pré-vendas do jogo.

O texto, escrito pelo diretor geral da desenvolvedora DICE, Oskar Gabrielson, afirma que o ideal sempre foi criar o melhor jogo possível para os fãs e lamenta que as ideias aplicadas até agora não tenham agradado. Por isso, na aproximação do lançamento oficial, que acontece nesta sexta-feira (17), a empresa decidiu desativar todo o sistema de compra de itens para o game.

No centro da questão estão os cristais, artigos que podiam ser adquiridos com dinheiro de verdade para a compra de personagens. Nomes como Darth Vader, Luke Skywalker ou Yoda, por exemplo, também poderiam ser liberados com créditos obtidos no próprio game, entretanto havia uma gigantesca disparidade aqui: eram necessárias mais de 40 horas de jogo para acumular o total pedido para desbloqueio de apenas um destes protagonistas.

Os comentários começaram a se acumular ao longo da semana, na medida em que cópias antecipadas do título chegavam às mãos de criadores de conteúdo ou com a liberação do game nos serviços EA e Origin Access, que também garantem acesso antecipado ao jogo. E só pioraram com os posicionamentos da empresa sobre o assunto, que chegou a bater, de longe, o recorde de publicação com maior rejeição no Reddit.

Depois de defender o sistema e afirmar que os números e totais de pontos necessários foram obtidos a partir do feedback da comunidade durante os testes Beta, a EA deu seu primeiro passo atrás, reduzindo o total de pontos necessários para desbloqueio de personagens. Entretanto, ao mesmo tempo, e de forma sorrateira, ela também diminuiu as recompensas obtidas no modo single player do título, fazendo com que a mudança tivesse pouco efeito prático.

Agora, entretanto, o desligamento das microtransações é a primeira mudança drástica nas mecânicas do game. Por enquanto, os personagens travados permanecem podendo ser desbloqueados apenas por meio de créditos obtidos no próprio game e a EA deixa claro: a desativação é temporária e a possibilidade de comprar itens vai voltar no futuro próximo.

Isso vai acontecer uma vez que a companhia chegar a um denominador comum, encontrando a mecânica que funcione bem para os fãs sem transformar Star Wars Battlefront II em uma solução “pay to win”. Esse é o nome dado aos títulos nos quais jogadores com bolsos mais fundos ganham vantagens e se tornam bem mais poderosos e eficazes nas partidas em relação àqueles que decidem não adquirir itens virtuais com dinheiro de verdade.

Apesar de ainda focar no modo multiplayer, Star Wars Battlefront II representa uma expansão significativa em relação ao jogo anterior, trazendo personagens e cenários de todas as eras da franquia, novos modos e uma campanha passada entre os eventos da velha trilogia e da atual. O título está disponível para PlayStation 4, PC e Xbox One.

Fonte: Electronic Arts

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.