Activision programa novos remasters para 2020

Por Wagner Wakka | 10 de Fevereiro de 2020 às 12h13
Tudo sobre

Activision

Saiba tudo sobre Activision

Ver mais

A Activision deve continuar investindo no lançamento de remasterizações de títulos clássicos neste ano, como os da série Crash Bandicoot e Spyro. Na sexta-feira (6), a empresa apresentou seu relatório financeiro do último trimestre do ano e projetou novas propostas de remaster para 2020.

O chefe financeiro da companhia Dennis Durkin disse que a Activision Blizzard “vai continuar a olhar para o portfólio de amadas IPs para trazer uma série de experiências remasterizadas e reimaginadas para os jogadores em 2020, as quais anunciaremos perto do lançamento”.

A empresa teve bons resultados com os relançamentos das franquias Crash e Spyro, embora não informe exatamente os números de vendas de ambos. Ao usar os dois termos em separado, “experiências remasterizadas e reimaginadas”, a empresa mostra que os compreende com dois significados distintos.

A remasterização ocorre quando se pega a obra original e a adapta para tecnologias modernas. Geralmente, isso significa a modificação gráfica e sonora para qualidades relativas a jogos mais atuais. Ou seja, som e vídeo mais bonitos.

Já para o termo experiência reimaginada, o trabalho vai um pouco além da melhoria gráfica e sonora, permitindo-se modificar alguns elementos de gameplay, como a movimentação de câmera em Spyro.

A gigante tem algumas propriedades intelectuais com as quais pode trabalhar em remasterizações. Entre elas, algumas aguardadas são Tony Hawk’s Pro Skater, Guitar Hero e Tenchu.

Números

A Activision fechou o último trimestre com receita acima da prevista para o período. No total, ela faturou US$ 1,98 bilhão no final de 2019, acima dos U$ 1,8 projetados. Contudo, esse número foi menor que os US$ 2,3 bilhões de 2018. No ano, a receita foi de US$ 6,4 bilhões, com queda em comparação aos US$ 7,5 bilhões de 2018.

A gigante também apresentou números de suas franquias. A Activision conta com 128 milhões de usuários ativos mensalmente. Call of Duty: Mobile atingiu a marca de 150 milhões de downloads. Modern Warfare também teve uma boa receita, no que a empresa classificou como “um aumento de vendas de dois dígitos em comparação a Black Ops 4”.

Já sobre a Blizzard, há 32 milhões de usuários ativos por mês em games como World of Warcraft. Hearthstone e Overwatch.

Por fim, a companhia também detém a marca King, que desenvolve Candy Crush. Sozinha, ela detém 249 milhões de usuários ativos por mês, com crescimento de receita de 80% ao ano.

Sem um grande lançamento no começo de 2020, a projeção de receita é de US$ 1,6 bilhão para o primeiro trimestre e US$ 6,4 bilhões para este ano de 2020.

Fonte: Activision

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.