Halloween: Selecionamos os melhores games de terror para essa data especial

Por Vanessa Lee | 31 de Outubro de 2012 às 20h31

Dia 31 de outubro, data em que comemora-se (na gringa) o Halloween. Aqui chamamos de Dia Das Bruxas, mas a festança acontece originalmente nos EUA, Canadá, Irlanda e Reino Unido, estendendo-se para a América do Sul e ganhando notoriedade por aqui. Alguns torcem o nariz por estarmos dando aquela "xupinhada marota" na ideia do vizinho pra se divertir, mas se o lance é legal porque não trazermos mesmo pra cá? Só porque, coincidentemente, hoje também é o Dia do Saci?

Aberração por aberração, vamos atrás de gostosuras ou travessuras por aí. Pena que no Brasil, em algumas cidades não é possível sair batendo na porta das pessoas, pedindo doces. Só que pra não perder o clima, selecionamos alguns dos games de terror mais legais pra jogar com os amigos, bem de noite, no calor da adrenalina desse dia cheio de superstições.

SILENT HILL

O game da Konami, lançado originalmente em 1999, se tornou um dos ícones entre os games que tiram o sono da galera. Apelando total para o psicológico, a pessoa se envolve tanto com a história, que os sustos são inevitáveis ao longo da jornada, em busca de respostas. Os personagens experimentam mundos paralelos, balanceados pela calmaria e pelo medo que criaturas bizarras ao extremos proporcionam. Não tem como não ficar com o coração na boca jogando Silent Hill. Clique e faça o download grátis da demo de um dos jogos da franquia.

ALAN WAKE

Apesar do gameplay ser um pouco repetitivo, o jogo tem uma história que acaba envolvendo o jogador que não para até encontrar uma saída para todo o pesadelo vivido pelo escritor Alan. Uma vez dentro desse enredo, fica difícil caminhar pelas florestas do game, sem esperar dar um pulão daqueles.

DEAD SPACE

Essa é uma das séries que faz qualquer amante do gênero de terror se render à tecnologia e gameplay do jogo. Embora seja passado no espaço e com um personagem coberto por uma roupa especial para viver nesse ambiente, não tem como não pegar sintonia com Isaac. A trilha sonora embutida no game é o que faz os momentos de exploração virarem um verdadeiro pesadelo. Principalmente quando os monstros caem na sua cabeça. Não tem como jogar isso no breu, com o som no talo e achar que não vai se borrar. Vá sonhando.

RESIDENT EVIL

Apesar do game ter passado por uma grande reviravolta em termos de gameplay, considerando RE 5 e 6, que apreciam mais o modo ação do que o suspense e terror passados, vale a pena repassar no console o primeiro jogo da série. Com armamento limitado e zumbis mais feios, entrar num quarto e ficar encurralado pode não ser uma ideia muito boa, e quando o pânico vem pra fugir de tal situação você sentirá um frio na espinha que remeterá ao pensamento: “Isso sim é jogo de terror”. Vale muito a pena. Clique e faça o download grátis da demo de um dos jogos da franquia.

LUCIUS

Eis um game curioso, dado o seu enredo. Lembra muito a série de filmes A Profecia, que tinha um menino vindo como filho do Diabo: Damien. O garotinho tocava o terror nos longas, com seus poderes malignos de indução, fazendo com que cada reles humano que pintasse no seu caminho se suicidasse. Lucius parte do mesmo princípio. No game, que tem uma atmosfera super carregada, você terá que orquestrar a morte das pessoas que moram com ele na mesma casa. Desde a sua família, até os empregados.

CLOCK TOWER

Um daqueles clássicos do horror, que fizeram muita gente rachar de medo. Criado em 1995, o game não era óbvio e os jogadores tinham de pensar muito rapidamente se quisessem sobreviver, invocando o instinto de sobrevivência. Além disso, existem muitas armadilhas pra se safar, fugir de inimigos, e tudo isso sem depender de armas. A tensão que o jogo oferece é impagável, apesar dos gráficos serem de outra época, bem fracos.

FATAL FRAME

A série é muito legal, no entanto, foi em seu terceiro episódio que vimos um potencial bem diferente, considerando-o um verdadeiro jogo de terror. O título, a princípio, pode não parecer grande coisa, mas ao acompanhar a personagem Rei Kurosawa, uma fotógrafa freelance, em busca de uma matéria sobre o ocultismo numa casa assombrada, os sustos são garantidos. Pensa ter que tirar fotos de cantos escuros e ver na revelação fantasmas nada simpáticos? Então, tente a sorte!

AMNESIA: THE DARK DESCENT

Lançado apenas para PC, o game é um daqueles que faz a tensão imperar. O psicológico é enganado por conta das explorações que temos que fazer num castelo escuro, cheio de monstros e obstáculos. Como a gente fica esperando o susto, muitas vezes ele não vem e a adrenalina é inevitável. A ideia é colocar em prática o raciocinio lógico do personagem, sem que ele dependa de armas, o que é um belo agravante. O negócio é se esconder atrás de armários, portas e fugir no modo mais old school possível. Clique e faça o download grátis da demo de um dos jogos da franquia.

FEAR

Outra franquia que vale a pena relatar, já que temos uma personagem que só pelo nome dispensa apresentações: Alma. Penada ou não, essa garotinha tem poder para fazer um soldado evaporar em segundos. E aqui, a cartada tradicional foi jogar algumas aparições no meio do caminho, enquanto o jogador explora em primeira pessoa (o que é pior), caminhos as vezes estreitos demais para aparecer uma assombração - mas aparece. Clique e faça o download grátis da demo de um dos jogos da franquia.

SLENDER

Sucesso recente da rede, o jogo tem rendido boas risadas na internet, com os vídeos de gameplay que alguns gamers têm publicado. Mas a risada só é garantida quando você vir um amigo se ferrando, porque enquanto se está jogando de engraçado não tem nada. Slender tem uma premissa simples, baseado em uma lenda urbana: vasculhar uma floresta, em busca de oito páginas de um manuscrito. Isso munido apenas da coragem e uma lanterna. Vai encarar? Clique e faça o download grátis da demo de um dos jogos da franquia.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.