Gametel: Joystick promete revolucionar mercado de jogos mobile

Por Vanessa Lee | 26 de Novembro de 2012 às 06h05

Os jogos para plataformas mobile estão direcionando o futuro do mercado de games. Os smartphones estão trazendo os holofotes para si por serem plataformas, hoje, fortes o suficiente para agregar câmera, filmadora, jogos eletrônicos, música e outras atividades multimídia.

Com essa oportunidade, uma das principais empresas de periféricos para celular, a sueca Fructel trouxe para o Brasil uma das melhores novidades do ano, o Gametel.

Como a imagem acima já mostra, esse é um apêndice que deve ser usado em conjunto com o celular, como um controle. É de fato um joystick, que funciona por bluetooth e pode ser usado tanto em smartphones quanto em tablets. É só parear seu aparelho ao bluetooth do Gametel e está feita a conexão para o gameplay.

O diretor executivo da empresa, Adriano Augusto Pires, que trouxe a novidade para o país, contou para o Canaltech as qualidades do produto, bem como sua perspectiva para o futuro do periférico no Brasil e no mundo.

Ferramenta pode ser barrada para alguns tipos de jogos

Na rabeira dessa explosão de novidade, existem algumas perguntas importantes que acabaram passando pela cabeça. Estamos falando de smartphones que, em sua maioria, são compostos por um sistema touch, em que a jogabilidade é feita através de toques. Angry Birds, Cut The Rope, Fruit Ninja são alguns exemplos, pois esses games usam desse dispositivo, e pensar em um joystick para eles não é válido.

gametel 4

Então, pensando no público casual, será mesmo que a ideia funciona?

“Jogar em touchscreen é incômodo pra quem sua as mãos, por exemplo. O touch não responde. Além disso, proporcionamos uma experiência diferenciada: com o Gametel é possível jogar na TV, em modo multiplayer com até quatro pessoas”, contou o executivo.

Os jogos sociais são maioria nesse momento, portanto alguns games que fazem uso realmente de um controle são consequentemente minoria. Em contrapartida, se depender de futuras parcerias com grandes da indústria e fabricantes de periféricos como esse, as coisas podem mudar drasticamente.

Durante a Brasil Game Show desse ano, a Eletronic Arts introduziu o assunto no evento em sua conferência. A desenvolvedora tem planos futuros de inserção massiva no mercado de jogos para mobiles, e o Gametel pode ser a ferramenta que fará ponte com esse plano, abrindo precedentes para que o aparelho também comece a ser fabricado em massa e firmando a hipótese de que jogos feitos especialmente para consoles ganhem novo suporte.

A EA revelou que, assim como fez com a série FIFA, a maior parte de seus títulos que vão para os vídeogames de mesa também ganharão versões para smartphones e tablets.

Adriano aposta em um futuro bastante diferente para o mundo dos games, e até prega a morte dos consoles de mesa. “Estamos fechando acordo com a própria Eletronic Arts, a nível internacional. Outras desenvolvedoras poderão usufruir dessa ferramenta e também já estão dialogando conosco. A introdução do joystick para plataformas móveis é uma nova tendência, que está levantando apostas altas dos desenvolvedores. No futuro o smartphone vai substituir o console de mesa. Os hardwares dos celulares e tablets estão muito mais potentes que há 2 anos, os chips tem 4 núcleos de gráfico, então a tendência é essa, o console de mesa ser extinguido, assim como o PC convencional, que dará lugar aos tablets”, concluiu Adriano. Será que substituirá mesmo? O tempo nos dirá.

gametel 1

O Gametel é algo realmente interessante à primeira vista, porém existem alguns pontos negativos: o consumo de bateria do bluetooth é considerável, ainda vai demorar até existir um acervo próprio para esse dispositivo, e o preço do produto ainda é relativamente alto: cerca de R$ 300,00.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.