Os 10 Pokémon mais perturbadores da franquia

Os 10 Pokémon mais perturbadores da franquia

Por Lucas Arraz | Editado por Bruna Penilhas | 19 de Março de 2022 às 15h00
Reprodução/The Pokémon Company

Atualmente, a franquia Pokémon possui 898 monstrinhos diferentes. Entre criaturas bem desenhadas e até as mais feias, muitos Pokémon possuem conceitos que são realmente perturbadores para os jogos.

Ao longo dos anos, o estúdio Game Freak utilizou diversas fontes de inspiração para criar as amadas criaturas. Desde pessoas famosas da vida real, até lendas e credos assombrados da cultura humana. O resultado do processo são Pokémon que podem até parecer inofensivos, mas escondem segredos estranhos ou até predileções assassinas. Abaixo, o Canaltech separou 10 espécies que escondem histórias perturbadoras.

10. Drowzee e Hypno

Drowzee (esquerda) e Hypno (direita) (Imagem: Montagem/Canaltech/The Pokémon Company)

O registro da Pokédex diz que Hypno é um Pokémon humanóide que utiliza o pêndulo para colocar outras criaturas, incluindo humanos, para dormir. O que poderia ser um serviço público para o mundo da série, guarda reviravoltas macabras. Hypno e a pré-evolução Drowzee são inspirados no mito japonês de Baku, uma criatura sobrenatural que consome os sonhos de pessoas adormecidas, com certa predileção por crianças.

O episódio 27 da primeira temporada do anime de Pokémon, intitulado “Soneca de Hypno”, retrata a situação, ao mostrar crianças humanas desaparecidas após serem hipnotizadas por Hypno. Todas as crianças são encontradas em um parque, acreditando que são Pokémon.

Drowzee (esquerda) e Hypno (direita) são responsáveis por desaparecimento de crianças em episódio do anime (Imagem: Reprodução/The Pokémon Company)

Se Hypno ainda tem um pêndulo para fazer o serviço sujo, Drowzee consome os sonhos das vítimas de uma forma mais “raiz”. Segundo a Pokédex de Pokémon Alpha Sapphire, a anta amarela fica acima do adormecido e suga os sonhos do alvo pelas narinas. Macabro demais, né?

9. Shedinja

Shedinja é resto de Nincada possuído por fantasma (Imagem: Montagem/Canaltech/The Pokémon Company)

Insetos podem ser assustadores. Então o que dizer de um inseto possuído? Nincada é um Pokémon da terceira geração que se transforma em Ninjask, abandonando o antigo exoesqueleto e ganhando asas. Se, durante a evolução de Nincada, o treinador mantiver um espaço livre na bolsa nos jogos, um estranho Pokémon extra surge no time do jogador.

Esse Pokémon é Shedinja, um monstro criado a partir do exoesqueleto que Nincada deixou para trás ao evoluir. Diz a Pokédex que o resto da pele morta de Nincada é possuída por um fantasma, criando Shedinja. O Pokémon tem um único ponto de vida, nunca se move e apenas paira no lugar para imitar outros Pokémon. De acordo com os jogos Pokémon Diamond, Pearl e Platinum, o treinador que olhar pela rachadura nas costas de Shedinja tem o espírito roubado.

8. Bewear

O abraço deste Pokémon pode ser mortal (Imagem: Montagem/Canaltech/The Pokémon Company)

Bewear é um urso muito fofo que sempre aparece com os braços abertos, pronto para dar um abraço em que vê pela frente. A Pokédex, no entanto, aconselha manter distância do afeto deste Pokémon.

Os registros de Pokémon Moon relatam que "muitos treinadores deixaram o mundo dos vivos depois que suas espinhas foram esmagadas pelos braços de Bewear”. Vale citar também que o nome desse ursinho carinhoso, em tradução livre para o português, significa, literalmente, a frase “tenha cuidado”.

7. Sandygast e Palossand

Palossand transforma passeio na praia em pesadelo (Imagem: Montagem/Canaltech/The Pokémon Company)

O que pode haver de perturbador em um Pokémon que parece um inofensivo castelo de areia? Para começar, Pokémon Sun diz que Sandygast nasce a partir de uma escultura de areia feita por uma criança, que incorpora rancores de espíritos dos mortos.

Sandygast engole e assume o controle de qualquer um que coloque a mão em sua boca. Os engolidos fazem Sandygast aumentar de tamanho e, eventualmente, evoluir para Palossand.

Palossand faz almas prisioneiras dentro do corpo (Imagem: Reprodução/The Pokémon Company)

A evolução deste Pokémon é descrita pela Pokédex como o “pesadelo da praia”, puxando presas para dentro da areia e sugando suas almas. O que não deve ser um programa nada agradável para um dia ensolarado de praia.

6. Drifloon

Drifloon é fantasma que sequestra crianças (Imagem: Montagem/Canaltech/The Pokémon Company)

Drifloon é um Pokémon fantasma que tem predileção por sequestrar crianças. Esse monstro aproveita a aparência sutil de um inofensivo balão para colocar em prática um plano maligno. A descrição de Drifloon diz que o Pokémon arrasta crianças pelo céu, fazendo elas desaparecerem para sempre.

Missão de Pokémon Legends: Arceus apresenta pedido de socorro de criança cercada por Drifloon (Imagem: Captura de Tela/Canaltech/Lucas Arraz)

Pokemon Ultra Sun ainda adiciona que o corpo redondo de balão é composto por almas, ganhando cada mais tamanho toda vez que leva alguém para longe.

5. Litwick, Lampent e Chandelure

Luz no fim do túnel é cilada quando se trata de Litwick, Lampent e Chandelure (Imagem: Montagem/Canaltech/The Pokémon Company)

Não caminhe em direção a luz, se essa luz for esse Pokémon. Toda a linha evolutiva de Litwick mantém a chama acesa do corpo roubando almas. Esse Pokémon se disfarça como uma vela ou candelabro, fingindo uma utilidade para iluminar ambientes, quando na verdade suga a energia vital de quem o cerca.

Enquanto Lampent e Chandelure preferem rodar hospitais e casas velhas à procura de almas, a pré-evolução Litwick fica perto de treinadores. Quando usado em batalha, Litwick devora a energia vital de pessoas ao redor para manter sua chama acesa.

Pokémon Sword & Shield descreve Lampent como um emissário na morte. A Pokédex detalha que esse Pokémon aparece pouco antes de alguém morrer e por isso, perambula por cidades, fingindo ser uma lâmpada.

4. Shiinotic

Shiinotic é espécie de cogumelo alucinógeno (Imagem: Montagem/Canaltech/The Pokémon Company)

Esse Pokémon cogumelo vive em florestas, descritas em Pokémon Sun como “traiçoeiras para entrar durante a noite”. A Pokédex diz que Shiinotic emite esporos cintilantes que causam sonolência e deixa pessoas confusas ao ponto delas nunca mais encontrarem o caminho de volta para casa.

Em Pokémon Moon, a entrada do monstrinho ainda adiciona que as presas que sucumbem ao sono dos esporos de Shiinotic têm a energia sugada. Já Pokémon Sword & Shield apresenta uma cidade tomada pela criatura, com diversos NPCs entregando diálogos com falas confusas e dúvidas sobre a própria sanidade.

3. Yamask

Yamask carrega rosto de forma humana passada (Imagem: Montagem/Canaltech/The Pokémon Company)

Mais do que um Pokémon, Yamask é um fantasma legítimo na franquia. A máscara que esse monstrinho carrega é uma réplica do rosto do espírito de Yamask enquanto ele era um humano vivo. De acordo com a Pokédex de Omega Ruby, quando Yamask olha para a máscara que carrega, ele começa a chorar ao lembrar das memórias de quando era um ser humano vivo.

Entre os ataques que Yamask aprende está “Grudge”,que em tradução literal para o português significa “rancor”, representando o movimento de espírito que puxa o nosso pé de noite no universo da franquia.

2. Mimikyu

Mimikyu é Pokémon misterioso em pele de Pikachu morto (Imagem: Montagem/Canaltech/The Pokémon Company)

Quem também vive com rancor é Mimikyu. Invejando a popularidade de Pikachu no mundo da franquia, esse Pokémon resolveu se esconder do mundo, se disfarçando como o rato elétrico. Mimikyu rouba a pele de um Pikachu morto e passa a usar o cadáver como uma fantasia.

Temendo que seja descoberto, Mimikyu ameaça a vida de quem tenta revelar sua verdadeira identidade. A Pokédex de Pokémon Sun & Moon narra histórias de um cientista que espiou Mimikyu em nome da pesquisa, mas acabou morto eletrocutado. Outro treinador azarado que viu a verdadeira forma do Pokémon por causa de uma rajada de vento morreu dolorosamente.

Muitos fãs criaram a teoria que Mimikyu, na verdade, é Porygon, Pokémon que foi banido da animação da franquia após ser atacado por um Pikachu. O combate mostrado na primeira temporada do anime gerou diversos feixes de luzes coloridas, prejudiciais para crianças com fotossensibilidade e epilepsia. Desde a polêmica, Porygon deixou de ser representado na animação, enquanto o parceiro de Ash saiu do episódio ileso.

1. Lopunny

Lopunny tem aparência bastante questionável (Imagem: Montagem/Canaltech/The Pokémon Company)

Lopunny não é um Pokémon bizarro pela descrição da Pokédex nos jogos, mas sim quando o jogador para e pensa nos conceitos que podem ter baseado o desenvolvimento desse monstrinho. Lopunny é um Pokémon coelho com um corpo feminino que reproduz estereótipos muito usados em representações de mulheres em obras orientais, ligadas a conteúdo adulto. A espécie possui busto e cintura acentuadas e porta-se sempre como se estivesse com vergonha, usando as mãos para esconder o corpo.

O conceituado jornal inglês The Sun escreveu uma reportagem analisando memes criados a partir do Alpha Lopunny, versão gigante do Pokémon introduzida em Legends: Arceus. O texto classifica o monstro como um Pokémon de baixo peso e de proporções ao estilo da família Kardashian “quando se trata de coxas e bumbum”, diz a reportagem.

Reportagem do The Sun fala sobre fãs "obcecados por gigante e sexy Lopunny" (Imagem: Reprodução/Captura de Tela/The Sun)

A reação na mídia tradicional fez menção ao tratamento usual que o Pokémon recebe nas redes sociais e na comunidade. No Twitter, diversos memes surgiram durante a janela de lançamento de Legends, sugerindo piadas de duplo sentido e chamando Lopunny de “mamãe”.

Com o visual do Pokémon, é difícil não imaginar que os desenvolvedores criaram esse monstrinho mirando exatamente nesse alvoroço de quem passa mais tempo jogando Pokémon, do que interagindo com pessoas na vida real.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.