Usa óculos de grau? Descubra se rola (ou não) usar headsets de realidade virtual

Por Patrícia Gnipper | 26 de Dezembro de 2017 às 08h38

Outro dia, quando detalhamos tudo sobre o processador Snapdragon 845, que foi construído preparadíssimo para rodar aplicações de realidade virtual, a leitora Juanita Telles comentou a respeito de os headsets de realidade virtual acabarem, de alguma forma, excluindo da brincadeira quem usa óculos de grau, porque acaba embaçando a lente e incomoda se passar a noite toda jogando com o headset na cabeça. Ainda, muitas pessoas não podem usar lentes de contato, e seriam justamente essas as que ficariam de fora dessa tendência tecnológica.

Ficamos intrigados com essa ideia e fomos pesquisar um tanto a respeito. O que descobrimos, basicamente, é que as pessoas que usam óculos e que já compraram headsets dos mais diversos modelos acabam tendo a mesma opinião: dá para usar, sim, desde que se faça alguns ajustes para o seu conforto. Contudo, é importante considerar o formato de seus óculos, bem como a espessura de suas lentes, e não ter vergonha de ir a uma loja física que venda headsets só para experimentá-los em sua cabeça, com os óculos que você usa todos os dias, e descobrir qual se adapta melhor para o seu caso.

Confira, então, o que usuários de óculos de grau falaram sobre suas experiências com os principais headsets de realidade virtual do mercado:

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Samsung Gear VR

Este foi apontado como um dos headsets mais confortáveis para quem usa óculos e não enxerga lhufas se tirá-los. Seu interior acolchoado acomoda bem os óculos, que não deslizam durante o uso. Ainda, se você escolher o modelo lançado em 2017, você conta com um controle manual que facilita a exploração, tornando a navegação mais fácil e interativa.

O único problema, aqui, não está relacionado aos óculos, mas sim à compatibilidade: o Gear VR funciona somente se conectado a um smartphone da Samsung, deixando de fora quem usa dispositivos de outras marcas.

HTC Vive

Já o HTC Vive dividiu opiniões. Aqui, tudo depende do modelo dos óculos que você usa. Dependendo de suas dimensões, os óculos vão acabar deslizando no headset, deixando a coisa toda bastante incômoda. Mas, caso seus óculos caibam direitinho à frente do visor, você não terá problemas. Teve também quem contou que, quando tirou o headset da cabeça, os óculos saíram junto, exigindo um pouquinho de habilidade para tirá-los dali sem risco de quebrar.

No entanto, outros usuários não tiveram esse problema, dizendo que o uso foi confortável e que deu tudo certo. Isso porque, segundo a HTC, o Vive foi desenvolvido para acomodar a maioria dos modelos mais populares de óculos, então provavelmente o problema relatado acima vai acontecer só se você preferir aqueles óculos mais diferentões.

Oculus Rift

Ainda que o Rift não tenha sido apontado como tão confortável quanto o Gear VR, as avaliações desse headset foram, em sua maioria, positivas. Os óculos não ficam muito apertados dentro do aparelho, mas, à medida em que o headset começa a esquentar durante o uso, muita gente reclamou de lentes embaçadas, o que prejudica muito toda a experiência.

Contudo, houve quem reclamou de que o melhor ajuste que conseguiu fazer, de acordo com o modelo de óculos que usa, fez com que o headset pressionasse os óculos no nariz do usuário, dando aquela machucadinha indesejada depois de mais ou menos 20 minutos de uso.

PlayStation VR

Outro apontado pelos usuários de óculos de grau como um dos mais confortáveis foi o PlayStation VR. Um dos motivos é seu peso, já que o headset direciona a maior parte de seu peso para a testa do usuário, não pesando muito no restante do rosto, especialmente no nariz.

Outra razão é o seu interior, que em vez de contar com uma espuma sólida que preenche as lacunas entre o headset e o rosto do usuário usa um plástico emborrachado flexível que é menos incômodo, se ajustando a uma grande variedade de modelos de óculos de grau.

Como escolher o melhor headset para você

Conforme falamos acima, antes de comprar um headset de realidade virtual para você que usa óculos de grau, vale a pena experimentar modelos variados por aí e fazer vários testes. Mas quais critérios você deve avaliar para determinar qual aparelho é o mais indicado para o seu caso?

Bom, em primeiro lugar, medir a coisa toda. Vá à loja usando os óculos que você usará com o headset, e teste todos os ajustes possíveis e imagináveis em cada dispositivo para descobrir qual e como vai ficar mais confortável, sem pressionar o nariz, sem apertar as lentes e sem machucar a cabeça. Enquanto estiver com o aparelho afixado à cabeça, vire-a para todas as direções, ande, e até dê alguns pulinhos para garantir que o headset não sairá do lugar com seus movimentos, e que tampouco faça seus óculos deslizarem.

Sempre vista o aparelho encaixando-o em sua face, primeiro, para depois ajustar as tiras em sua cabeça. Quem não usa óculos até pode fazer do jeito inverso, mas, com óculos, se colocar primeiro as tiras para depois empurrar o headset para baixo em seu rosto, acabará empurrando os óculos junto. Já para tirar o headset, primeiro remova as tiras da cabeça para depois remover o visor, garantindo a integridade de seus óculos no processo.

E sem medo de deixar o vendedor ansioso: teste os aparelhos por quanto tempo julgar necessário até determinar o quanto ele é confortável de usar, se sentirá algum tipo de vertigem ou dor de cabeça depois de alguns minutos de uso, e, claro, se a experiência toda foi agradável o suficiente para que você deseje investir seu dinheiro nessa aquisição.

Com informações de Kotaku, Slashgear CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.