Facebook anuncia Oculus Rift S, versão aprimorada do headset a US$ 399

Por Wagner Wakka | 20 de Março de 2019 às 21h10
Oculus
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (20) uma nova versão do seu headset de realidade virtual. Chamado agora de Oculus Rift S, o aparelho chega ainda este trimestre ao mercado internacional, contando com câmeras embutidas no próprio headset e um sensor para as mãos, os quais aparecem também no universo virtual.

Design

Ao todo, ele conta com 5 sensores chamados de Insight, os mesmos usados no Oculus Quest (versão que não precisa ser ligada ao PC). Com isso, a empresa espera que o usuário alcance o 6DoF, sigla para seis eixos de liberdade. Tais sensores são capazes de detectar a cabeça do usuários e os controles touch, além de mostrar os limites dos móveis à sua volta.

Aparelho agora tem sensor embaixo do visor (Foto: Oculus)

Ainda, o aparelho carrega três sensores que são responsáveis por eliminar todo aparato que precisava ser ligado ao PC. Agora, há apenas um cabo que se separa em dois quando chega ao PC, uma prte para vídeo e outra com UBS que dá energia ao device e transfere as informações.

Outra novidade também é que o aparelho está fisicamente diferente, confeccionado com um material mais duro. Além disso, a coroa que segura os óculos na cabeça também está modificada, mais ou menos como acontece no PlayStation VR.

Especificações

O aparelho também chega com melhorias na tela. A empresa optou por trocar o OLED por LCD, o que ela considera que é mais rápido. Apesar disso, a tela tem um aumento de resolução para 1.280 x 1.440 em cada olho, contra os 1.080 x 1.200 do Rift inicial. A principal mudança na escolha da tela é que, agora, há uma frequência de 80 Hz, contra os 90 Hz, do Rift.

O novo headset vem também já com uma série de caixas de som na coroa em volta da cabeça para ambientar o jogador em um som 3D. Contudo, mantém a entrada de fones para quem optar por um áudio mais imersivo.

Tela tem maior resolução que a do Rift atual (Foto: Oculus)

Para que ele funcione, ainda é necessário bom computador. Ele exige ao menos um Intel i5-4590 ou um processador AMD Ryzen 5 1500X. Nas placas de vídeo, Nvidia GTX 1060 ou AMD Radeon RX 480, ou acima de ambos. Ainda, o conjunto precisa de, ao menos, 8 GB de RAM e Windows 10 instalado. O Rift S também só funciona em DisplayPort 1.2 ou Mini DisplayPort com USB 3.0.

A empresa também informou que ele chega com alguns novos games, como Asgard's Wrath, Stormland e Vacation Simulator.

O aparelho chega até a metade deste ano com preço de US$ 399 no mercado norte-americano, equivalente a perto de R$ 1.500 na conversão direta.

Fonte: Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.