Review Haylou GT1 | Uma excelente alternativa aos AirDots da Xiaomi

Review Haylou GT1 | Uma excelente alternativa aos AirDots da Xiaomi

Por Felipe Junqueira | Editado por Léo Müller | 05 de Julho de 2021 às 18h50
Ivo/Canaltech

Muito se fala nos Redmi AirDots, os populares fones de ouvido sem fio estéreo da Xiaomi, sem lembrar que a empresa é gigante e possui muitas marcas sob o seu “guarda-chuva”. Uma delas é a Haylou, que oferece os fones GT1, muito parecidos em aparência e recursos com os acessórios da marca irmã.

Atualmente, os Haylou GT1 podem ser encontrados a preço melhor que os Redmi AirDots de última geração, e ainda prometem boa qualidade sonora e até 12 horas de reprodução. Mas será mesmo que esse produto, lançado em 2019, é uma boa opção de fone de ouvido sem fio? A que tipo de público este acessório se destina?

Eu testei o produto e trouxe minhas impressões do bom conjunto de vestíveis abaixo, incluindo o tempo estimado de autonomia, qualidade do áudio e detalhes das funcionalidades oferecidas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Prós

  • Bom isolamento passivo;
  • Som equilibrado;
  • Leves e com estojo compacto.

Contras

  • Estojo sem indicador de bateria;
  • Conector micro USB;
  • Manual apenas em inglês e chinês.

Design e Construção

O Haylou GT1 é o que podemos chamar de versão mais discreta dos Redmi AirDots da Xiaomi, que é inclusive a dona da marca dos fones de ouvido desta análise. O conjunto todo é muito leve, com menos de 4 gramas em cada lado, e o estojo de transporte é bem pequeno, com carga total de até 12 horas de reprodução de música, segundo a fabricante. Todo o conjunto tem acabamento em plástico fosco, com um “soft touch” semelhante ao que vemos nos AirDots.

Cada lado possui um LED que indica quando os fones estão no modo pareamento, com uma luz branca piscando. A superfície é sensível ao toque, com comandos simples como pausar, reproduzir e avançar ou retroceder músicas, além de atender ou ignorar chamadas e ligar ou desligar o fone. As ponteiras de silicone são removíveis para você escolher qual fica mais confortável em seus ouvidos entre as três opções.

Isso significa que o Haylou GT1 é um fone intra-auricular que possui aquele isolamento passivo, causado pelo bloqueio dos seus canais auditivos para você ouvir apenas o som dos fones, ficando praticamente alheio aos barulhos ao redor. De fato, o isolamento funciona bem, mas pode causar um desconforto em alguns usuários, além da necessidade de limpar o acessório constantemente para evitar o acúmulo de sujeira, como a cera do ouvido.

Cada lado possui dois microfones que funcionam para captar a sua voz e reduzir os ruídos, entregando um áudio relativamente limpo nas chamadas de voz ou vídeo. Dependendo do seu celular, também é possível utilizá-los como microfone de captação de áudio ao gravar vídeos. Além disso, os fones contam com proteção IPX5, que permite o uso durante exercícios físicos sem que o suor estrague o acessório.

Haylou GT1 possui superfície externa sensível ao toque (Imagem: Ivo/Canaltech)

O estojo tem formato retangular com cantos arredondados, e possui tamanho quase mínimo, com ímãs que mantêm cada lado preso à estação de carregamento, bem como na tampa, para garantir seu fechamento e evitar que os fones se percam na bolsa. Na parte traseira, há um conector micro USB para o cabo de alimentação e um pequeno LED ao lado que fica vermelho durante a recarga e se apaga quando o estojo fica com 100%. Não há nenhum outro tipo de indicação da carga no case.

Na caixa, os fones são acompanhados de um cabo micro USB para recarga, que pode ser feita em uma porta USB do seu computador ou com um adaptador de tomada certificado pela Anatel. Temos ainda dois pares de ponteiras extras para o melhor encaixe em seu canal auditivo, e o manual de instruções nos idiomas inglês e chinês. O modelo testado possui a cor preta, mas existe também a versão branca à venda.

Qualidade de som

Considerando o preço que você pode encontrar o Haylou GT1 no varejo brasileiro, a qualidade de áudio é até surpreendente. Eu testei os fones em qualidade alta no Spotify, além de realizar algumas chamadas e até gravar alguns vídeos de teste com os fones servindo como microfone, e não há muito o que reclamar do som pelo preço cobrado.

Claro que, se você é um fã de graves marcantes, deve buscar outro modelo. O áudio destes fones é pouca coisa melhor que o do Redmi AirDots 2, com equilíbrio entre graves e agudos e um foco maior nos médios, excelente para consumir vídeos no celular, notebook ou tablet. Para os fãs de música, fica o alento de que o Haylou GT1 entrega qualidade satisfatória, com reprodução clara e limpa que é ótima para escutar os gêneros musicais mais populares.

Se você está atrás de números, o fone de ouvido Haylou GT1 oferece um único driver dinâmico de 7,2 mm de diâmetro, revestido por uma resina de alta qualidade que, segundo a fabricante, dá um reforço aos graves. O acessório possui selo Hi-Fi e oferece faixa de frequência que varia entre 20 Hz a 20 kHz, com impedância de 32 ohms e sensibilidade de 110 decibéis. Em resumo, um fone que fica um pouco acima da média de sua faixa de preço e entrega bom volume de áudio, com atraso de somente 65 ms.

Design dos fones é bastante discreto (Imagem: Ivo/Canaltech)

Bateria e conectividade

Conectar o Haylou GT1 ao seu celular ou computador é muito fácil: basta tirar os fones do estojo e iniciar a busca por dispositivos Bluetooth. O mais comum é que o smartphone ou PC encontre os fones de primeira. Caso não tenha resposta, verifique se o LED branco está piscando no lado esquerdo do acessório. Se isso não acontecer, é só devolver os fones ao estojo e retirá-los novamente, sem esquecer de se certificar de que estejam carregados.

Eu testei os fones já usados em outras ocasiões aqui no Canaltech e consegui parear em meu Galaxy S20 Ultra sem problemas: tirei da case com a bateria cheia, o LED piscou e o celular encontrou o Haylou GT1 de primeira. A conectividade me pareceu boa, e continuou a funcionar mesmo com mais de 10 metros de distância e uma parede no caminho. Claro que, ao adicionar uma camada a mais de obstáculo, o fone começou a “picotar” o áudio. E é bom notar que o Bluetooth de cada modelo de celular pode variar.

Os fones conseguiram entregar quase 4 horas de reprodução de música na qualidade alta pelo Spotify, com volume em 50% no celular. É possível realizar até três recargas com o estojo de transporte, o que pode até dar um pouco mais do que as 12 horas de reprodução prometida pela Haylou. No entanto, é sempre bom lembrar que autonomia de bateria varia bastante, e a qualidade da conexão, distância para o celular e até tipo de reprodução podem alterar os valores.

A recarga demora de 2,5 horas a 3 horas no USB do computador, e aqui fica clara a desvantagem de ainda ter um conector micro USB. Além da possibilidade de transferir carga mais rápido, um cabo USB-C seria mais prático por já ser bem mais comum hoje em dia.

Estojo tem conector micro USB e uma pequena luz de LED para avisar quando está em recarga (Imagem: Ivo/Canaltech)

Mas até que essa demora não é tão ruim. O pior mesmo é não ter como saber quanto tempo ainda deve demorar a recarga, já que o LED vermelho fica aceso durante todo o processo, e só se apaga quando a bateria chega a 100%.

Outra questão importante a ser apontada é que cada lado vai ter duração diferente por diversos fatores. No meu teste, o lado esquerdo durou cerca de meia hora a mais que o direito, o que é completamente normal em fones true wireless stereo (TWS).

O acessório ainda traz suporte às principais assistentes virtuais, como Assistente do Google, Siri e Xiao AI (da própria Xiaomi). Com três toques no fone, é possível dar alguns comandos ao celular com a voz.

O Haylou GT1 possui Bluetooth 5.0 com alcance de até 10 metros sem obstáculos e ainda oferece uma opção de conectar apenas um lado de maneira rápida e fácil, voltando ao áudio estéreo também de maneira facilitada.

Ficha técnica

  • Impedância: 12 Ohms;
  • Resposta de frequência: 20 hz - 20.000 hz;
  • Peso: 3,9 g por fone de ouvido, Case: 32 g;
  • Conexão: micro USB;
  • Perfis suportados de som: HSP, HFP, A2DP e AVRCP;
  • Bateria: 43 mAh por fone de ouvido, 310 mAh no estojo de carregamento;
  • Bluetooth: 5.0;
  • Alcance do sinal: até 10 m (sem obstáculos);
  • Certificação: IPX5.

Acessórios

  • Estojo de carregamento;
  • Cabo micro USB;
  • Três pares de ponteiras de silicone.

Concorrentes Diretos

Entre as opções com preço e características semelhantes ao Haylou GT1 você pode procurar os Redmi AirDots 2 ou mesmo o modelo da geração anterior. Se quiser explorar outras marcas, temos ainda os Lenovo LP1S, os Edfier TWS X3 e os Philips TAT1215BK-97. Todos vão entregar qualidade de áudio parecida e basicamente os mesmos recursos.

Conclusão

Dito tudo isso, os Haylou GT1 são ótimos fones de ouvido pelo preço cobrado, e podem ser uma das melhores opções para quem quer entrar neste novo mundo de conexões sem fio para consumir mídias. Acima de tudo, é um bom ponto de partida para quem não sabe exatamente o que procurar em um fone desse tipo, já que entrega som equilibrado, sem destaque em nenhum aspecto e sem sacrificar graves, agudos ou médios.

Os acessórios são leves e podem ser utilizados para praticar exercícios mesmo em ambientes externos. A boa autonomia de bateria deve ser suficiente para todo o trajeto da sua corrida ou caminhada, incluindo todo período da sua atividade física. Também são bons para usar no trabalho, no ônibus, no metrô ou no avião.

Caso você tenha se interessado nos fones de ouvido Haylou GT1 e quer levar os seus para casa, fique de olho no Canaltech Ofertas para descobrir os melhores preços para o dispositivo no momento em que você estiver lendo esta análise. O Canaltech sempre traz as melhores ofertas para você não gastar mais do que precisa para comprar seus gadgets.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.