Cientistas dizem que há risco de cancer por usar fones de ouvido sem fio

Por Renato Mota | 13 de Março de 2019 às 22h50
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Um grupo de cientistas assinou uma petição, enviada à Organização das Nações Unidas e à Organização Mundial da Saúde, para alertar contra os perigos potenciais de fones de ouvido sem fio, como os AirPods, da Apple, e os Gear Icon e Galaxy Buds, da Samsung. De acordo com informações do jornal The Atlanta Journal-Constitution, os 250 especialistas que assinaram a petição acreditam que os fones de ouvido capresentam possíveis riscos de câncer devido à tecnologia Bluetooth.

A tecnologia usa ondas de rádio de frequência eletromagnética para transmitir dados. A Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer reportou recentemente que as essas ondas podem ser cancerígenas para humanos, especialmente quando usadas em um dispositivo tão próximo ao crânio do usuário.

Segundo os especialistas, altos níveis de exposição a ondas de frequência eletromagnética também podem causar problemas neurológicos e danos ao DNA. “Com base em pesquisas publicadas e revisadas por pares, temos sérias preocupações em relação à exposição onipresente e crescente de campos eletromagnéticos gerados por dispositivos elétricos e sem fio”, diz a petição.

As diretrizes da Organização Mundial da Saúde em relação aos níveis de exposição às ondas eletromagnéticas dizem respeito a quantidades bem maiores do que as emitidas pelos fones de ouvido sem fio. Entretanto, os defensores da petição não acham que as recomendações são boas o suficiente.

“As várias agências que definem padrões de segurança não conseguiram impor diretrizes suficientes para proteger o público em geral, particularmente as crianças, que são mais vulneráveis ​​aos efeitos da EMF”, explica a petição. “Ao não agir, a OMS não está cumprindo seu papel de agência de saúde pública internacional proeminente.”

Sobre o risco de radiação, a Maçã diz que “os produtos da Apple são sempre projetados e testados para atender ou exceder todos os requisitos de segurança”, conforme afirmou Alex Kirschner, porta-voz da Apple, à WSB-TV de Atlanta em 2016, quando os AirPods foram lançados pela primeira vez.

Fonte: WSB-TV Atlanta

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.