YouTube Brandcast | Confira tudo o que rolou na quinta edição aqui no BR!

Por Nathan Vieira | 24 de Setembro de 2019 às 19h21
Camila Rinaldi/Canaltech
Tudo sobre

YouTube

Saiba tudo sobre YouTube

Ver mais

Nesta terça-feira (24), aconteceu a quinta edição do YouTube Brandcast, um evento destinado principalmente à imprensa, aos criadores de conteúdo e a empresas, sob a premissa de apresentar o impacto que a plataforma de vídeo possui, além de trazer à tona grandes novidades. A equipe do Canaltech foi lá conferir! Nesta edição, o YouTube revelou dados a respeito do consumo de vídeo on-line em comparação com o consumo de TV aberta e anunciou, pela primeira vez, o conteúdo brasileiro presente no YouTube Originals. Além disso, divulgou também uma nova premiação, chamada YouTube Works Awards.

Confira tudo o que rolou no evento:

YouTube vs TV Aberta

YouTube traz à tona o impacto das redes sociais comparado com a TV aberta (Foto: Camila Rinaldi/Canaltech)

Durante o evento, a empresa divulgou a sexta edição da pesquisa Video Viewers. Segundo essa análise, o brasileiro já consome mais vídeo on-line do que TV no dia a dia. Ela aponta que, em cinco anos, o consumo de vídeo na web cresceu 165%, enquanto o de TV cresceu 24%, e também mostra que 9% dos brasileiros já não acompanham a programação da TV. Além disso, também diz que a maioria das pessoas que assistem a vídeos na web (80%) afirma que está à procura de conteúdos que simplesmente não são oferecidos pela televisão. A empresa revela que o tempo de visualização de vídeos no YouTube por meio de TVs aumentou 70% em relação a 2018.

Dentre o público entrevistado, 95% assiste a vídeos on-line e 84% também afirma que encontra facilmente os vídeos que deseja assistir no YouTube. Já sobre o impacto do YouTube no mercado, é válido perceber pela pesquisa que 60% dos entrevistados afirmam ter considerado comprar um produto depois de assistir a um vídeo na plataforma.

YouTube tem maior share, em comparação com outras plataformas (Foto: Camila Rinaldi/Canaltech)

O YouTube também fez uma comparação com outras plataformas e viu que possui o maior share em quantidade de vídeos assistidos, com 18%, contra 15% da Globo, 7% do Facebook, 5% da Netflix, 6% do Instagram e 4% do WhatsApp.

Primeiros YouTube Originals brasileiros

Desimpedidos, Nathalia Arcuri e Porta dos Fundos integram YouTube Originals (Foto: Camila Rinaldi/Canaltech)

Durante o Brandcast, o YouTube aproveitou também para anunciar as seis primeiras produções brasileiras a integrarem o YouTube Originals. O primeiríssimo YouTube Originals brasileiro a estrear será a série documental Whindersson - Próxima Parada. São oito episódios, que trazem Whindersson Nunes viajando por vários países para explorar a cultura local com alguns amigos e celebridades nacionais e internacionais. A estreia acontece dia 3 de outubro.

Outra produção brasileira do YouTube Originals é o reality show O Novo Futuro Ex-Ator do Porta, em que o famoso canal de esquetes Porta dos Fundos busca um novo integrante para a equipe. Nesse caso, são dez episódios semanais. Fred Be a Pro é outro reality que integra o conteúdo original do YouTube. Ao longo de oito episódios, o apresentador do canal Desimpedidos conta com a ajuda do jogador de futsal Falcão para ir atrás de um sonho: tornar-se jogador profissional.

Já a série One Billion Women World Tour traz a YouTuber Nathalia Arcuri se encontrando com empreendedoras bem sucedidas (cuja fortuna somada chega a US$ 1 bilhão, ou seja, R$ 4 bilhões) para conhecer a história por trás do caminho para a independência financeira. O YouTube Originals também vai contar com uma série do canal Manual do Mundo, com experimentos científicos em espaços públicos como ruas, parques e estádios. Além disso, a produtora Los Bragas produzirá um documentário voltado aos esportes de rua, que aborda a vida e as dificuldades de atletas mulheres.

YouTube Works Awards

(Foto: Orquestra de Imagens)

No Brandcast, foi anunciada também a primeira edição do prêmio YouTube Works Awards no Brasil, focado nas campanhas publicitárias mais criativas e eficientes veiculadas na plataforma. Agências de publicidade de todo o país podem concorrer ao prêmio, e as inscrições serão abertas no final de 2019. A premiação já acontece nos Estados Unidos e Grã-Bretanha. Os vencedores devem ser conhecidos no começo de 2020.

São sete categorias: Data Driven Insight (insights de Google Data), Best Work With Creators (melhor caso de uso de criadores), Buzzworthy (maior repercussão), Creative Effectiveness (trabalho criativo e eficiente), Media Strategy (estratégia de mídia), Best at leveraging YouTube - Grand Play (campanha que conseguiu aproveitar o YouTube) e Visibility & Inclusion (casos que colocaram grupos normalmente negligenciados pela indústria e que a partir disso geraram discussão sobre temas necessários).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.