Intel e PrograMaria fazem ação para inserir mulheres no mundo tecnológico

Por Felipe Ribeiro | 08 de Março de 2019 às 19h35
Intel
Tudo sobre

Intel

Saiba tudo sobre Intel

Ver mais

A Intel, em parceria com o meta-site PrograMaria, promoverá a iniciativa Mais Mulheres Na Tecnologia durante o mês de março, em São Paulo. A ação visa contribuir para maior visibilidade das mulheres no setor. Hoje, elas ainda têm baixa representatividade na área, com apenas 17% se formando em faculdades de TI. Segundo pesquisa da Girls Who Code, nos Estados Unidos, 74% das meninas e adolescentes expressam interesse em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM) na escola, porém apenas 0,4% planejam seguir graduação na área de TI.

Com este cenário, a campanha terá duas atividades para ajudar a incluir mais mulheres neste universo: a Editatona, maratona de inclusão de conteúdos sobre mulheres na Wikipédia no dia 9 de março; e a Oficina Meu Primeiro Bug, sobre programação para jovens meninas, nos dias 16 e 23 de março.

Editatona

É uma maratona de edição da Wikipédia visa incluir mais nomes de mulheres relevantes na plataforma digital. Hoje apenas 17% dos artigos biográficos se referem a mulheres. O foco, no entanto, será na inclusão de perfis voltados à tecnologia, ciência, engenharia e matemática. As inscrições são limitadas e podem ser feitas por meio deste link.

Meu Primeiro Bug

A oficina “Meu Primeiro Bug” surge com a ideia de ensinar fundamentos de programação, como HTML e CSS, para alunas do ensino fundamental e médio — preferencialmente de escolas públicas — de 14 a 18 anos. Segundo comunicado oficial da Intel e da PrograMaria, o objetivo deste pequeno curso é de orientar as meninas a publicarem sua primeira página web. As inscrições para as edições são separadas e podem ser feitas aqui: 1ª Edição (16 de março)/ 2ª Edição (23 de março).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.