Uma "concha gigante" envolvendo Vênus poderia tornar sua atmosfera habitável

Uma "concha gigante" envolvendo Vênus poderia tornar sua atmosfera habitável

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 29 de Março de 2022 às 18h45
NASA/JPL

Enquanto alguns cientistas pensam em maneiras de terraformar Marte — isto é, torna-lo habitável aos humanos como a Terra é —, outros consideram essa possibilidade para Vênus. Uma proposta apresentada por um pesquisador da NASA, sugere envolver o planeta vizinho em uma espécie de concha gigante para tornar sua atmosfera favorável aos futuros colonos venusianos.

A proposta, apresentada em um artigo que ainda será revisado por outros cientistas, é até bem simples, mas em termos de tecnologia soa como algo mirabolante. A enorme concha prenderia a densa atmosfera de Vênus para torna-la respirável e habitável para que futuros humanos possam pisar no planeta.

Vênus é frequentemente chamado "gêmeo de Terra" por conta de suas semelhanças em tamanho e estrutura, mas a atmosfera venusiana é tóxica para os humanos (Imagem: Reprodução/NASA/APL/NRL)

Para o autor do artigo, Alex Howe, astrofísico da NASA no Goddard Space Flight Center, o interesse do trabalho está principalmente no “espírito de exploração”. Para desenvolver tamanha estrutura de geoengenharia, levariam pelos menos 200 anos para que a atmosfera de Vênus começasse a ser transformada.

Entre seus argumentos, Howe destaca a gravidade superficial de Vênus que é semelhante à da Terra; a espessa atmosfera que serviria como uma boa proteção contra os raios cósmicos e radiação UV do Sol, além de ser um destino mais próximo do que Marte, por exemplo.

Conceito da concha gigante

O conceito da terraformação, por si só, já é bem desafiador. Afinal, trata-se de modificar o clima de um planeta por inteiro. Segundo a proposta de Howe, primeiro, sondas robóticas sugariam a atmosfera tóxica de Vênus e armazenariam o oxigênio para futuros colonos.

Vênus é um pouco menor do que a Terra (Imagem: Reprodução/ESA)

Enquanto isso, o carbono capturado da atmosfera seria usado para construir enormes ladrilhos em formato de “T” para montar a concha gigante. Para isso, seriam necessários 72 trilhões desses ladrilhos para cobrir todo o planeta, instalados a uma altitude de 482 km.

Uma vez estabelecida a concha ao redor do planeta, a estrutura começaria a modificar a atmosfera venusiana para deixá-la amigável aos seres humanos. Mesmo com todo o desafio tecnológico e logístico, o astrobiólogo Janusz Petkowski, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), considera a proposta viável.

Ainda assim, se a ideia for aprovada, este é um trabalho que levará gerações para ser finalizado. De todo modo, é uma ideia um tanto quanto interessante.

O artigo foi apresentado no repositório arXiv.

Fonte: arXiv, Via Futurism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.