Turistas poderão ver a Terra do espaço a bordo de nave da SpaceX já em 2021

Turistas poderão ver a Terra do espaço a bordo de nave da SpaceX já em 2021

Por Patrícia Gnipper | 18 de Fevereiro de 2020 às 22h40
SpaceX

Muito em breve, o turismo espacial dará um grande passo rumo ao futuro inevitável de levar cada vez mais pessoas para dar uma voltinha ao redor da Terra. É que a Space Adventures anunciou uma parceria com a SpaceX para levar quatro turistas ao espaço no final de 2021, a bordo da nave Crew Dragon — a mesma que começará, ainda neste ano, a transportar astronautas dos Estados Unidos à Estação Espacial Internacional (ISS).

Esta é a mesma empresa que já realizou voos particulares à ISS em parceria com os russos e suas naves Soyuz e, com o voo comercial da Crew Dragon, a ideia é estabelecer um novo "recorde mundial de altitude para voos espaciais de cidadãos particulares", uma vez que esta viagem turística será realizada em uma altitude pelo menos duas vezes superior à da ISS. A estação orbital fica a cerca de 410 km de altitude, enquanto o voo turístico da Space Adventures com a Crew Dragon prevê uma altitude de mais de mil quilômetros.

Ainda, um porta-voz da empresa disse também que esta não será apenas a primeira missão espacial privada com todos os participantes sendo passageiros pagantes, como será "a primeira missão privada utilizando tecnologia espacial totalmente desenvolvida na América".

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Pelo fato de a nave da SpaceX operar de maneira autônoma, sem a necessidade de um piloto, é possível que tal voo turístico aconteça apenas com os quatro tripulantes civis, sem nenhum astronauta profissional a bordo. Contudo, a empresa ainda não confirmou (ou negou) esta possibilidade — e vale lembrar que a Crew Dragon tem espaço para até sete passageiros.

A viagem terá cinco dias de duração, e seu lançamento, previso para o final do ano que vem, pode acabar acontecendo até meados de 2022, caso seja necessário um adiamento nos planos iniciais — a depender de quando a empresa terá vendido todos os quatro ingressos. Os viajantes receberão treinamento espacial adequado, com duração de algumas semanas. O preço dos bilhetes não foi divulgado.

Fonte: Space Adventures, Spacenews

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.