Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Três novos pulsares são descobertos em antigo aglomerado globular

Por| Editado por Patricia Gnipper | 22 de Dezembro de 2023 às 15h00

Link copiado!

Salvatore Orlando/INAF
Salvatore Orlando/INAF

O radiotelescópio FAST, localizado na China, detectou três novos pulsares dentro do aglomerado globular galáctico Messier 15. Dois deles possuem longos períodos de rotação, enquanto o terceiro foi classificado como um pulsar de milissegundos.

Considerado um dos aglomerados globulares com o maior número de pulsares, o Messier 15 tem um raio de cerca de 88 anos-luz e massa estimada em 560.000 massas solares. É um dos aglomerados mais antigos, com cerca de 12 bilhões de anos.

Pulsares são estrelas de nêutrons, ou seja, remanescentes de estrelas “mortas”. Esses objetos são altamente magnetizados de rápida rotação. Alguns deles — os pulsares de milissegundos — completam uma rotação em menos de 30 milissegundos.

Continua após a publicidade

No total, nove pulsares já foram encontrados no Messier 15, mas é possível que muitos outros estejam ali “escondidos”. Assim, uma equipe liderada por Yuxiao Wu, da Chongqing University of Posts and Telecommunications, Chongqing, China, decidiu realizar uma nova busca.

Eles descobriram três pulsares, nomeados como PSR J2129+1210K, PSR J2129+1210L e PSR J2129+1210J. Este último apresenta rotação 11,84 milissegundos, enquanto os demais giram a cada 1,93 segundos e 3,96 segundos, respectivamente. O PSR J2129+1210J é o pulsar mais lento já encontrado em aglomerados globulares.

Novas observações serão necessárias para determinar a idade e localização exatas de PSR J2129+1210K e PSR J2129+1210L dentro do aglomerado. De qualquer forma, os objetos não parecem muito longe do núcleo de Messier 15, segundo os autores.

Continua após a publicidade

Os resultados dessa descoberta foram submetidos à revista The Astrophysical Journal Letters e aguardam revisão de pares.

Fonte: arXiv.org; via: Phys.org