Telescópio Subaru e sonda New Horizons estudarão juntos objetos distantes

Por Danielle Cassita | 22 de Julho de 2020 às 08h55
Subaru Telescope

Depois de trazer informações inéditas sobre Plutão, a sonda New Horizons poderá contar com o telescópio Subaru, localizado no Havaí, como um aliado para encontrar novos alvos de estudo do Cinturão de Kuiper, próximo à órbita de Plutão. Essas observações já foram feitas em maio e junho de 2020, e a próxima deverá ocorrer em agosto para a equipe buscar objetos distantes, trabalhando com a comparação de imagens registradas em diferentes períodos para, assim, poder determinar suas órbitas.

Alan Stern, o principal investigador da missão New Horizons na NASA, destaca a importância do telescópio para o futuro das próximas observações: ”Estamos utilizando o telescópio Subaru por ser o melhor do mundo para nossos objetivos de busca”. Stern explica que isso ocorre pela combinação das dimensões do telescópio, que é um dos maiores do mundo, junto do seu amplo ângulo de visão, que deverá permitir descobrir vários objetos do Cinturão de Kuiper de uma só vez.

(Imagem: ESO/M. Kornmesser)

Assim, a ideia é utilizar todo esse potencial para eles conseguirem distinguir e compreender melhor a natureza dos objetos misteriosos nos pontos mais distantes do Sistema Solar, que, dependendo do ponto de observação, podem ter variações na aparência. Por exemplo, ao ser visto da Terra, o objeto pode parecer com a Lua cheia ao ser iluminado pelo Sol. Por outro lado, se a observação for feita pela New Horizons já perto do objeto, ele seria visto como uma meia lua. Esses diferentes ângulos serão essenciais para os pesquisadores entenderem melhor a superfície deles.

O Dr. Tsuyoshi Terai é um dos principais membros da equipe que realiza as observações, e comenta que, como a área de busca é localizada dentro da Via Láctea, existem diversas estrelas brilhantes em volta que dificultam o trabalho. “A equipe de observação está se esforçando para conseguir dados de alta qualidade com as capacidades únicas do Telescópio”. Os resultados deverão ajudar os cientistas a aprenderem mais sobre as origens do Sistema Solar.

Fonte: Spacedaily

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.