Publicidade

Telescópio Hubble detecta água na atmosfera de planeta quente como Vênus

Por| Editado por Luciana Zaramela | 01 de Fevereiro de 2024 às 18h30

Link copiado!

NASA/ESA/Leah Hustak (STScI)/ Ralf Crawford (STScI)
NASA/ESA/Leah Hustak (STScI)/ Ralf Crawford (STScI)

O telescópio Hubble parece ter encontrado água na atmosfera de GJ 9827d, um pequeno planeta a 100 anos-luz de nós. Este mundo tem cerca de duas vezes o diâmetro da Terra, sendo o menor mundo onde já houve detecção de água. 

No entanto, não pense que isso o torna um planeta agradável. Os autores estimam que a temperatura em sua superfície é de 800 ºC, tão quente quanto aquela na superfície de Vênus. E é aqui que entra um mistério sobre este mundo: ainda não está claro se este é um mundo com atmosfera expandida, onde há presença de água, ou se o composto é o principal em suas camadas atmosféricas.

“Qualquer resultado seria empolgante, seja o vapor d’água dominante ou apenas uma pequena espécie em uma atmosfera rica em hidrogênio”, observou Pierre-Alexis Roy, autor que liderou o estudo. Se a água for parte de uma atmofera espessa de vapor, então é possível que o planeta tenha se formado mais longe da sua estrela, e teria migrado depois para a posição em que foi visto. 

Continua após a publicidade

Este é apenas um de três planetas parecidos com a Terra na órbita desta estrela, que parece ter cerca de seis bilhões de anos. “A descoberta de água em GJ 9827d é empolgante, porque este é o menor planeta em que já detectamos uma atmosfera”, explicou Laura Kreidberg, membro da equipe que fez a descoberta.

De qualquer forma, os dados de GJ 9827d obtidos com o Hubble marcaram o exoplaneta como um alvo para novas análises com o telescópio James Webb, que pode revelar mais sobre sua atmosfera e composição. “As observações estão em andamento, e vamos ter mais respostas em breve!”, acrescentou Kreidberg.  

O artigo com os resultados do estudo foi publicado na revista The Astrophysical Journal Letters.

Continua após a publicidade

Fonte: The Astrophysical Journal Letter; Via: NASA, Space.com