Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Supernova explodiu perto da Terra mas raios não são encontrados

Por| Editado por Luciana Zaramela | 22 de Abril de 2024 às 09h24

Link copiado!

NASA’s Goddard Space Flight Center
NASA’s Goddard Space Flight Center

O telescópio espacial Fermi não detectou os raios gama de alta energia que a supernova SN 2023ixf, detectada há um ano, deveria emitir. Os astrônomos usaram o instrumento para estudar a segunda explosão estelar mais próxima vista na última década, mas o resultado não foi o esperado.

Em maio de 2023, uma estrela explodiu na galáxia Messier 101, proporcionando aos astrofísicos a oportunidade de estudar como esses eventos geram raios cósmicos. A supernova SN 2023ixf, é a mais próxima da Terra já descoberta desde o lançamento do telescópio Fermi em 2008.

Os raios cósmicos são partículas que bombardeiam a Terra constantemente, mas rastreá-las é um desafio desde a década de 1900. Por outro lado, os raios gama são um tipo de radiação produzida pelas interações dos raios cósmicos com a matéria e, portanto, podem ajudar na tarefa.

Continua após a publicidade

Para detectar esses raios gama, os astrônomos apontam o telescópio Fermi para eventos poderosos, como as supernovas. Uma das teorias propõe que as supernovas aceleram os raios cósmicos mais energéticos da nossa galáxia, por isso esperava-se que a SN 2023ixf fosse a melhor oportunidade para testar a ideia.

Infelizmente, o Fermi não cumpriu as expectativas e não conseguiu encontrar raios gama emitidos pela SN 2023ixf. Entretanto, Matthieu Renaud, coautor do estudo, disse que isso não descarta a presença de raios cósmicos acelerados pela supernova. Os pesquisadores estão agora considerando diferentes cenários que podem ter impedido a detecção.

O artigo que descreve os resultados do Fermi está disponível no servidor de pré-impressão arXiv.org e será publicado pela revista Astronomy & Astrophysics.

Fonte: NASAarXiv.org