Rover Perseverance tem microfones e ouvirá os sons de Marte pela primeira vez

Por Daniele Cavalcante | 30 de Julho de 2020 às 15h10
NASA/JPL-Caltech
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Quando a missão Mars 2020 chegar a Marte, em fevereiro de 2021, o rover Perseverance entrará na atmosfera marciana e iniciará seu processo de descida até pousar na superfície. Depois disso, pela primeira vez poderemos ouvir os sons do Planeta Vermelho. É que a NASA acoplou dois microfones no veículo, para que finalmente possamos ouvir o que acontece no nosso planeta vizinho.

Todo o processo de pouso leva apenas sete minutos, mas será um dos momentos mais tensos da missão - tanto que esse período de descida é conhecido como "sete minutos de terror". Claro, já fizemos isso antes - afinal, são 60 anos explorando o Planeta Vermelho, mas o que nunca fizemos foi capturar os sons dessa descida.

Para ouvir a atmosfera marciana enquanto o módulo de pouso desce em alta velocidade, um dos microfones estará no sistema do próprio módulo. Os engenheiros ouvirão quando o Perseverance abrir os seus paraquedas, procurando com precisão o melhor local para pousar na cratera de Jezero.

Também será possível ouvir o vento e a poeira passarem pelo módulo de pouso, além do atrito atmosférico que a sonda vai experimentar. No entanto, este microfone provavelmente terá vida curta, porque é confeccionado com um hardware relativamente comum, sem nada especial para sobreviver por muito tempo em Marte. O objetivo dele é apenas esse: ouvir a atmosfera durante o pouso.

Já o segundo microfone tem uma tarefa diferente. Ele faz parte do sistema SuperCam, que vai disparar um laser para vaporizar algumas rochas e examinar suas composições. O áudio dará aos cientistas informações adicionais sobre o que a SuperCam está estudando, de acordo com a NASA. A vaporização causada pelo laser vai criar uma onda de choque que o microfone gravará, permitindo que os cientistas analisem o tipo de som produzido. Isso ajudará a medir a dureza da rocha vaporizada.

Mas outros ruídos poderão capturados por este microfone, como grãos de areia voando pela superfície marciana, o vento, e talvez o som das chamadas "dust devils" - as tempestades de poeira gigantes que regularmente acontecem no Planeta Vermelho. E, claro, também poderão ser registrados os sons do próprio rover, como suas rodas e seus braços robóticos. E se algum dos sistemas falhar, os sons gravados poderão ajudar os engenheiros a diagnosticar o problema.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.