NASA inaugura nova antena da rede de comunicação Deep Space Network

NASA inaugura nova antena da rede de comunicação Deep Space Network

Por Danielle Cassita | 25 de Janeiro de 2021 às 20h20
Reprodução/NASA

A rede internacional de antenas Deep Space Network (DSN), da NASA, recebeu uma nova e poderosa integrante: trata-se da Deep Space Station 56 (DSS-56), que já está online e pronta para se comunicar com diversas missões — incluindo a do rover Perseverance, que deverá chegar a Marte no mês que vem. A DSS-56 estava em desenvolvimento no Madrid Deep Space Communications Complex desde 2017, e foi inaugurada na última sexta-feira (22).

A inauguração foi feita em um evento virtual que contou com parceiros internacionais que acompanharam a construção da antena. Bradford Arnold, gerente de projeto da DSN no Laboratório de Propulsão a Jato (JPL), na NASA, disse que “após esse longo processo, a antena mais capaz da DSN está falando agora com a nossa nave”. Arnold também comentou que, mesmo com os desafios causados pelas restrições causadas pela pandemia e condições climáticas da Espanha, “a equipe em Madrid foi perseverante e estou orgulhoso de dar boas-vindas à DSS-56 para a família DSN”.

A Voyager 1 é uma das missões cuja comunicação depende da DSN (Imagem: Reprodução/NASA)

Essa rede internacional conta com componentes no Deserto de Mojave, nos EUA, perto de Madrid, na Espanha, e em Camberra, na Austrália. Agora que é mais um “membro da família”, a DSS-56 será uma aliada poderosa, capaz de usar toda a capacidade de frequências de comunicação desde quando ficou online. Isso a torna uma antena “tudo em um”, por permitir comunicação com todas as missões às quais a DSN dá suporte e atuar também como uma opção reserva às outras antenas do complexo de Madrid.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Badri Younes, administrador associado e gerente de programa do Space Communications and Navigation (SCaN), da NASA, explica que “a DSS-56 oferece flexibilidade e confiabilidade em tempo real à DSN”. Além disso, o novo componente simboliza e reforça o apoio contínuo a mais de 30 missões do espaço profundo, que contam com os serviços da NASA para terem sucesso. Por isso, a adição da DSS-56 e de outras aos três complexos da DSN espalhados pelo mundo são mais passos que avançam em direção ao programa Artemis, no qual essa rede terá papel crítico para fornecer suporte à comunicação e navegação nas futuras missões lunares: “será vital tanto para o que fazemos quanto para o que planejamos fazer pelo Sistema Solar", explica Thomas Zurbuchen, administrador associado da diretoria de missões científicas na NASA.

Ele diz que, com as melhorias aplicadas à rede, as equipes expandem as capacidades de preparação para missões com destino à Lua e além: “essa última antena foi construída como uma parceria internacional, e vai beneficiar toda a humanidade conforme continuamos explorando o espaço”. A Deep Space Network é um grande conjunto de antenas de rádio que dá suporte às missões interplanetárias e também a algumas que orbitam a Terra. Para isso, a rede consiste em três instalações espaçadas igualmente umas das outras, para que a comunicação possa ocorrer constantemente mesmo com a rotação do nosso planeta; assim, se uma nave “perder” o contato com a DSN, outra estação pode pegar o sinal e manter a comunicação.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.