NASA deve voltar à Lua em 2024 e levar humanos a Marte em 2033

Por Patrícia Gnipper | 02 de Abril de 2019 às 20h30
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Sob pressão do governo dos Estados Unidos, a NASA deverá antecipar seus planos de levar a humanidade mais uma vez à Lua, pois o que estava previsto para acontecer em 2028 deverá rolar dentro de apenas cinco anos, em 2024. Agora, a agência espacial enfim deu uma data atualizada para que os primeiros astronautas cheguem a Marte, com esta data sendo o ano de 2033.

Para atingir esse objetivo, Jim Bridenstine, administrador da agência, declarou nesta terça (2) que as outras partes do programa Moon to Mars devem avançar mais rapidamente do que o planejado inicialmente. É que este programa visa a construção de uma plataforma orbital lunar que servirá de pit stop para os futuros viajantes rumo a Marte, então se os planos lunares não forem acelerados, os planos de colonizar o Planeta Vermelho precisarão esperar — e os EUA não querem perder o posto de maior potência espacial do mundo, deixando, de repente, chineses, europeus e russos à frente.

Contudo, muitos especialistas do setor e legisladores dos EUA estão preocupados com esse prazo encurtado, com medo de a NASA não conseguir cumprir as novas datas. Vale lembrar que o foguete SLS está em desenvolvimento há vários anos, e teve seu lançamento inaugural atrasado diversas vezes, com a previsão mais recente imaginando que ele começará a voar no final de 2020 — mas nem mesmo esta data segue garantida. E para manter o prazo de voltar à Lua em cinco anos, caso o SLS não fique mesmo pronto em tempo, a agência espacial poderá, pela primeira vez, contar com a SpaceX para levar astronautas a outro lugar além da órbita da Terra. A empresa de Elon Musk já é parceira da agência espacial no envio de suprimeitos à Estação Espacial Internacional, e no ano que vem começará também a transportar astronautas à ISS, já que sua nave Crew Dragon se mostrou funcional e segura, com os primeiros testes tripulados acontecendo no mês de junho de 2019.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Qualquer missão tripulada em Marte levaria pelo menos dois anos, precisando de seis meses somente para viajar entre a Terra e o Planeta Vermelho (enquanto que, para a Lua, a viagem dura três dias). E uma viagem de ida e volta a Marte só é possível de ser realizada quando o planeta vizinho estiver posicionado no mesmo lado do Sol que a Terra, o que acontece a cada 26 meses — ou seja, as datas possíveis seriam 2031 ou 2033. O ano de 2033 já havia sido escolhido pela NASA em 2017, e com o governo pressionando cada vez mais, se as condições técnicas e orçamentárias permitirem, é possível ainda que essa viagem aconteça em 2031, na verdade.

Mas a NASA ainda precisa aprender como extrair gelo no polo sul da Lua, antes de qualquer viagem marciana. "O gelo de água representa o ar para respirar, a água para beber, o combustível… a intenção, claro, não é apenas levar humanos à Lua novamente, mas também provar que podemos viver e trabalhar em outro mundo" usando seus recursos naturais, disse Bridenstine. Ou seja: estabelecer uma presença fixa na Lua significa o sucesso de uma missão em Marte.

A NASA prometeu revelar o orçamento atualizado do programa Moon to Mars até o dia 15 de abril.

Fonte: Phys.org

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.