Missão Mars 2020 enfrenta problemas após lançamento; NASA diz já ter resolvido

Por Daniele Cavalcante | 30 de Julho de 2020 às 17h50
NASA
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

A nave espacial que transporta o rover Perseverance, da NASA, para o Planeta Vermelho, está enfrentando dificuldades técnicas. O lançamento aconteceu nesta quinta-feira (30), às 8h50 (horário de Brasília, e tudo corria bem, até que por volta das 12h30, alguns problemas começaram a surgir. De acordo com informações da NASA, apenas os sistemas essenciais da nave estão funcionando no momento.

“Os dados indicam que a nave entrou em um estado conhecido como modo de segurança, provavelmente porque uma parte dela estava um pouco mais fria do que o esperado”, disse a agência espacial. Isso aconteceu quando a Mars 2020 estava na sombra da Terra, sem receber a luz do Sol. É esperado que os equipamentos estejam frios neste ponto do trajeto, mas a temperatura parece ter caído além do previsto. Assim, o sistema desligou suas funções secundárias para garantir a integridade da nave.

Felizmente, a nave já deixou a sombra da Terra e as temperaturas agora estão normais. A NASA afirmou que os técnicos da missão estavam concluindo uma avaliação completa da situação antes de retornar a nave para sua configuração nominal.

Houve também um atraso no estabelecimento da comunicação da nave com o Laboratório de Propulsão a Jato (LPJ), onde fica o controle da missão. Nas primeiras horas após o lançamento, o pessoal da missão conseguia captar o sinal que a nave enviava para a Terra, mas as mensagens não estavam sendo processada corretamente.

Ironicamente, o problema de comunicação aconteceu porque a nave ainda estava perto demais da Terra. Acontece que a NASA utiliza um sistema chamado Deep Space Network para se comunicar com o Perseverance, mas esta rede foi criada para se comunicar com naves no espaço profundo. À medida que a Mars 2020 se afasta, a comunicação é melhor estabelecida.

Enfim, tudo foi corrigido e a nave parece estar funcionando bem agora. Não há motivos para se preocupar com nenhuma das duas falhas, ao menos de acordo com Matt Wallace, vice-gerente de projetos da missão. “Está perfeitamente bem, a espaçonave está feliz lá”, disse ele. Como prova de que tudo parece bem, a NASA ainda comemora o sucesso do lançamento, incluindo o administrador da agência espacial, Jim Bridenstine. “Foi um lançamento incrível, na hora certa”, disse ele. “Foi um ótimo dia para a NASA”.

Agora, a espaçonave terá que passar por uma jornada de sete meses no espaço para alcançar o Planeta Vermelho, enquanto a equipe humana no controle da missão terá que ficar atenta para garantir que nenhum outro susto do tipo aconteça até o grande momento do pouso no terreno marciano, o que acontecerá em fevereiro de 2021.

Fonte: Phys.org, Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.